Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Futebolês #88 TEMPORIZAÇÃO

Por Eduardo Louro

  

Temporização: atraso calculado de uma ação, geralmente à espera de momento mais propício. No futebol também há disto, palavra por palavra, letra por letra!. No futebolês, no entanto, a temporização tem um sentido bem mais lato e menos objetivo. Tem a ver com controlo de jogo e posse de bola e, em última instância, com mais um neologismo do futebolês: descansar com bola!

Saber temporizar o jogo é mais do que meio caminho para o seu controlo. É saber gerir os ritmos baixos do jogo, a começar logo pelo seu lançamento. É saber mandar no jogo! Para mandar no jogo há que estar por cima dos seus diferentes momentos: acelerar o jogo e lançá-lo para ritmos elevados e baixar-lhe o ritmo para adormecê-lo e adormecer o adversário, gerindo o esforço da equipa sem perda de concentração e com o controlo da bola, obrigando o adversário a desgastar-se atrás dela enquanto, tranquilamente, descansa. O tal descansar com bola, que as grandes equipas têm de saber fazer. E que os grandes treinadores têm de saber colocar em prática!

É, ao fim e ao cabo, a vertente estratégica do jogo. Não é uma questão táctica, essa joga-se noutro tabuleiro. Uma equipa não muda de táctica quando assegura a gestão dos ritmos de jogo, mantém a táctica dentro de uma determinada estratégia de jogo!

Em Portugal é a equipa do Porto quem, sem qualquer dúvida, melhor joga com a temporização do jogo. Praticamente nas antípodas está o Benfica de Jesus, uma equipa que apenas conhece a variante acelerada do jogo. Apenas sabe jogar em ritmo elevado o que, evidentemente, é impossível de fazer durante todos e cada um dos noventa minutos do jogo. Na maior parte do jogo a equipa está exposta às vicissitudes do próprio jogo – que não controla – e às acções do adversário.

Tem sido sempre assim. Foi assim na primeira época – a tal dita de fantástica mas que foi exactamente assim – quando, ainda assim, resultou. Pelo efeito surpresa e porque encontrou uma concorrência subdimensionada (o adversário foi o Braga, o que diz tudo). Foi assim, com os resultados conhecidos, na segunda e é assim na terceira, que acaba de se iniciar. Não custa muito adivinhar com que resultados: o primeiro não foi famoso!

O Benfica acaba de abrir o campeonato com um empate em Barcelos (2-2) num jogo que aos 18 minutos ganhava por dois a zero! Num jogo em que, mesmo quando empolgava, com jogadas de grande ritmo e velocidade, como as que resultaram nos dois golos marcados, a equipa não deixava de estar exposta ao adversário e às vicissitudes em que jogo é fértil, como um pontapé inspirado de um tal Laionel que, ironia do destino, tinha feito precisamente o mesmo no jogo de abertura da época passada. Só que então na Luz e, na baliza, Roberto!

É uma frase feita mas não deixa de ser verdadeira: uma equipa que quer ser campeã não pode deixar de ganhar um jogo depois de estar a vencer por dois a zero! E, sem saber jogar com os tempos do jogo, situações como esta irão repetir-se muitas vezes ao longo da época, não havendo plantel que resista…

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics