Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

GENTE EXTRAORDINÁRIA XIV

Por Eduardo Louro 

 

O governo manda-nos emigrar, mas quem emigra são sedes de empresas e capitais. Portugal é o país da UE onde são os pobres que mais participam nos sacrifícios e esforços de ajustamento, mas nem isso evita que os mais ricos tirem os seus capitais e as sedes das suas empresas do país. Mesmo os mais moralistas, mesmo os que mais gostam de botar faladura sobre ética… Mesmo os que criam fundações para dar cobertura à sua ética e à sua moral, à frente das quais colocam pessoas da mais insuspeita ética e moralidade…

Estás perdoado Luís Figo, podes vender tudo o que por cá tens que já ninguém te leva a mal. Sim, porque ninguém acredita que foi com aqueles míseros milhares de euros daquele pequeno-almoço com o Sócrates, nem mesmo com aquela ninharia do Tagus Park que compraste o que cá tens e de que agora te queres desfazer. Tu, que ameaçaste mas - que se saiba - ainda não passaste disso, ao contrário dos outros que nem se preocuparam em avisar, ganhaste o dinheiro em pesetas – nunca te safarás dessa de pesetero – e em euros lá por Barcelona, Madrid e Milão. Ganhaste-o por lá, ninguém poderá levar muito a mal que o queiras fazer regressar. Os outros não. Ganharam-no por cá, apertando com os fornecedores de cá ou importando de todo o lado tudo o que fosse mais barato para acabarem por estrangular tudo o que fosse produtor nacional. E pagando mal ao seu pessoal…

É certo que, como eles, nasceste cá. Mas a maior parte do teu crescimento aconteceu lá fora. Eles não! Nasceram e cresceram cá e só foram lá para fora depois de serem grandes, bem grandes. É certo que foi cá que foste formado, que alguém investiu em ti. Mas foi recompensado por isso. Eles formaram-se cá, o Estado deu-lhe sempre a mão – a mão e o resto – nunca quis que lhes faltasse nada, mesmo que faltasse aos outros. Aos produtores, ao pequeno comércio, aos trabalhadores e até aos consumidores…

Podemos ter deixado de gostar de ti. Também poderás ter deixado de gostar de nós, mas ainda por aqui apareces no Natal a distribuir umas prendas a crianças aqui e ali. Eles não, eles aproveitam o Ano Novo para pôr ao fresco as suas massas, bem nas tintas para as dificuldades de quem quer que seja…

Tu foste frontal, disseste que era por causa dos impostos. Que estavas farto de pagar! Ele não, que não tem nada a ver com isso, que é por causa do acesso aos mercados financeiros, quando as suas fontes de financiamento estão cá e por cá ficam: todos nós! Mas mandam outros dizer por eles… É por isso que já anda por aí gente a dizer que é assim mesmo: que leis fiscais estúpidas dão nisto!

Gente extraordinária, pois claro!

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics