Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

O orçamento 1X2

Por Eduardo Louro

 

As empresas de apostas on line não irão deixar passar muito mais tempo sem aproveitar o jogo que apaixona Portugal: chamemos-lhe o orçamento 1X2!

Passará o orçamento? Aceitam-se apostas.

De semana para semana vemos que as tendências se alteram. Se na moda as tendências são marcadas pelos estilistas aqui, neste jogo, quem as marca são evidentemente os analistas políticos e os politólogos, essa nova profissão na moda. Na moda não da moda! E tão nova que o meu processador de texto não a deixa passar sem a assinalar a vermelho!

Ao governo, como às vezes a muitas equipas numa qualquer competição, serve o 1 e o X. Isto é a vitória e o empate, sendo a vitória representada pelo voto a favor e o empate pela abstenção.

Nas últimas semanas as tendências apontavam para o X. Todos apostavam na viabilização do orçamento através da abstenção do PSD. À medida que se caminhava para o final da semana essa tendência ia perdendo força: já ninguém acreditava que Passos Coelho pudesse voltar a dar a mão a Sócrates. Porque Sócrates não se punha sequer a jeito e porque Passos criara as suas próprias amarras.

A pressão do Presidente da República – particularmente interessado no jogo pelas razões conhecidas – já de pouco vale. A de Durão Barroso também de pouco deverá valer: perdeu, a meu ver, autoridade moral para o que quer que seja (veremos se lá mais para a frente, daqui por uns anos, quando ele aí aparecer de saco às costas para apanhar o comboio da presidência da república – se ela ainda existir – ainda nos lembramos disso!) e nem o pomposo chapéu de número 1 da Europa lhe vale. A de Manuela Ferreira Leite, mais uma vez disposta a emular-se pelo amor eterno a Cavaco Silva, apenas vem piorar as coisas: encosta a espada ao pescoço de um Passos Coelho já completamente imobilizado contra a parede a que Sócrates o encostou.

Estávamos nisto, com toda a gente a riscar o X das suas apostas, quando alguém se começa a lembrar que o 1 também é solução. Pois é: se o CDS votar a favor já Passos Coelho poderá salvar a honra (e o resto) do seu convento e o orçamento passar na mesma!

Não acredito nesta aposta. E não é por achar que Paulo Portas não fosse capaz de um qualquer golpe de rins. Não é por isso: é porque me começa a parecer claro que o chumbo do orçamento interessa a Sócrates! Vem mesmo a calhar. Vejam bem, fechem os olhos por um minuto e pensem um bocadinho: então isso não vem mesmo a calhar, não serve que nem uma luva naquela personagem?

É por isso que eu aposto no X. Sócrates encostou toda a gente à parede: o país, a todos nós, ao PSD e a Passos Coelho

Ao PSD interessa agora viabilizar o orçamento. De outra forma, nas mãos de Sócrates e da sua poderosa máquina de comunicação, será inapelavelmente responsabilizado pela crise política e pelas suas consequências económicas, financeiras e sociais. Quando se chegar a Maio, e finalmente às eleições, já ninguém se lembrará de outra coisa que da culpa do PSD naquela situação!

E a Passos Coelho? Bem, isso é outra história. Neste momento os seus interesses não coincidem com os do PSD… E no grupo parlamentar não estão os seus…estão os outros!

Complicado para Passos Coelho? Muito, e isso já se nota. Mas sê-lo-á sempre muito mais para todos nós!

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Eduardo Louro 13.10.2010

    Bem visto! Mas a coisa iria correr mal quando os dois se encontrassem. È que este Sócrates não toleraria que o filósofo, que já lá está há tanto tempo, lhe disputasse o lugar lá no Olimpo. Isto já para não falar do pó que o filósofo deverá ter a um tipo que lhe manchou o nome desta maneira...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Acompanhe-nos

    Pesquisar

     

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Google Analytics