Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

VENHA...VENHA...

Por Eduardo Louro

 

Esta quinta avaliação da troika, ainda em curso e tida como a mais decisiva de todas (isto é um pouco como as cimeiras europeias: cada uma é sempre a mais decisiva e depois dá no que dá), faz-me lembrar aquela rábula em que uma figura – ou um cromo, como agora se diz – vai indicando uma manobra de estacionamento a outra figura, ao volante do seu carro: venha… venha…venha… e …”pum”. Bateu, e o cromo continuou impávido e sem qualquer interrupção, como se nada tivesse a ver com aquilo: venha…venha…venha ver a merda que fez!

Toda a gente estava a ver que iria dar pum. Que iria bater. Há muito que toda a gente está a gritar: “olhe que vai bater, olhe que vai bater”... Indiferentes à algazarra, governo e troika lá têm continuado a sua manobra para arrumar o carro. Direitinho ao muro, onde acaba de bater com grande estrondo: um estrondo de grau 7 na escala do … défice!

O tal défice de 4,5% é agora mais próximo dos 7% do que doutra coisa qualquer.

Bateu: Falhou, como se sabia que falharia…

Falhou a troika, na receita! O governo fez tudo o que lhe foi mandado, e algumas vezes fez mais, diz-se. O governo cumpriu à risca o programa da troika e apenas falhou nas variáveis que não controla, como a receita fiscal. O governo fez bem em adoptar a postura de bom aluno, ganhou a confiança dos seus pares europeus e tem agora as portas abertas para a revisão das metas do Memorando,

Tudo isto é dito pelo primeiro-ministro e repetido em coro pela máquina da propaganda. Com isto regozijam-se os comentadores do regime. Para eles é o governo que está dentro do carro, sem culpa nenhuma que se vá destruir contra o muro. Porque eles não vêem nem não ouvem. Não escolhem nem decidem: apenas cumprem ordens!

E no entanto fizeram escolhas: escolheram deixar acabar de destruir o país. Escolheram aproveitar o processo de destruição da economia e do país para o entregarem ao desbarato a quem mais lhe convenha. Escolheram ir além da troika sempre que os mais penalizados eram as classes médias e os mais desfavorecidos. Escolheram deixar na gaveta as medidas da mesma troika que contribuiriam para a racionalidade administrativa do país e para a competitividade da economia, mas que iam contra os interesses das suas clientelas. E escolheram, acima de tudo, demitir-se de defender os interesses do país!

Claro que a receita da troika falhou. Claro que a troika tem responsabilidades. Claro que a troika sabe que, nestas avaliações, se está a avaliar a si própria - daí que tudo sempre esteja bem. Mas só se o governo fosse inimputável teria menores responsabilidades que as da troika.

O grave é que parece que é!

 

DIA D: D de TRANSFERÊNCIAS...

Por Eduardo Louro

 

Claro que não se percebe que a época de transferências feche quando todas as competições nacionais, e mesmo europeias, estão em curso. Percebe-se que isso interesse aos (poucos) endinheirados, aos compradores, mas, quando tanto se fala de fair play financeiro, deixa de se perceber que isso se perceba!

Mas nestas coisas de transferências o problema é mesmo esse: perceber. Perceber o que quer que seja!

Perceber que o destino de Hulk passasse por uma violenta disputa entre Manchester United, City, Chelsea e Tottenham e acabasse nuns russos a dizer que não vale mais que uns míseros 30 milhões, por muito que isso irrite Pinto da Costa. Perceber que João Moutinho, quando o mesmo Pinto da Costa já só via ali forma de arranjar algum dinheiro e o Sporting já esfregava as mãos, tenha roído a corda, impedindo ambos de meterem a mão na fruta. Mesmo que maçã podre.

No entanto as portas do mercado ainda não fecharam em França e na Rússia… Se em França só o PSG compra, e não se vê que mais possa querer comprar, da Rússia ainda poderá vir alguém à procura de saldos!

Mas o que mais me custa perceber sãos as transferências – feitas e por fazer – no meu Benfica. Não é que não perceba por que é que a velhinha e badalada transferência Gaitan para o United se não concretizou: essa eu percebo, e percebem todos os que o têm visto jogar nos últimos seis meses. Poderei não perceber que Mourinho tenha preferido Essien a Witsel, mas isso não me preocupa nada. Antes pelo contrário: que fique com o Essien, porque o Witsel fica cá muito bem!

Também percebo que o Manchester City tenha querido levar-nos o Javi. E que o espanhol, ao que se diz com 5 milhões líquidos de vencimento anual, quisesse ir a correr. Já não percebo é essa dos 20 milhões de euros. E menos ainda que venham explicar que o Benfica estava obrigado a vender e que não poderia recusar um encaixe desta ordem.

Então como é que não se pode deixar de vender um jogador nuclear para receber 20 milhões e se pôde gastar bem mais do que isso em dois jogadores para as posições menos carenciadas da equipa, como Olá John e Sálvio, a acrescentar aos sete ou oito alas do plantel?

Ou o Benfica gastou, então, o que não podia gastar. Ou vende agora um jogador fundamental na equipa e sem substituto, para pagar parte do que foi gasto em jogadores de que a equipa não necessitava. Não percebo nem uma nem outra!

E claro, não percebo como é que a equipa continua sem defesa esquerdo. Depois Rojo – que até é central, como há muito aqui se tem enfatizado -, depois de Eliseu e de, mesmo na últimas horas, Sílvio. E como é que haverei de perceber que, não tendo havido dinheiro para contratar um defesa esquerdo – só pode ser essa a justificação -, já o tenha havido para, mesmo no limite, contratar Lima – bom jogador, sem dúvida, mas que, aos 29 anos (praticamente da idade de Saviola), não será certamente um investimento de mercado – para um lugar onde Nelson Oliveira não cabia e onde há Rodrigo e Cardoso (e Kardec, enfim...). Irá Lima tirar o lugar a Cardozo? Ou a Rodrigo? Ou a ambos?

Como não percebo como é que, há dois ou três dias, era anunciada a rotura na negociação da transferência de Saviola para o Málaga – e em termos que indiciavam um forte murro na mesa – para, no dia seguinte, ser negociada (?) a desvinculação com o próprio jogador, a fim de seguir de imediato para … Málaga!

Com franqueza: disto de transferências a única coisa que percebo é que interessam muito a muita gente!

Pág. 5/5

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics