Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Regresso à luz

Por Eduardo Louro

 

Chegou finalmente o dia do resgate dos mineiros chilenos. Mais cedo, muito mais cedo que as primeiras previsões. À hora que escrevo são já vinte e três os mineiros que abandonaram aquele buraco daquela mina onde passaram os últimos dois meses.

Esta é uma fantástica história de sobrevivência que inevitavelmente será imortalizada pela sétima arte, ao lado de tantas outras não menos épicas histórias da enorme capacidade de resistência humana. É também uma fantástica oportunidade para a Ciência, onde muitos dos seus ramos encontrarão seguramente múltiplas aplicações.

Mas, no meio de uma grande história, de um enorme drama e de tantas lições de vida, surge uma pequena estória bem pitoresca: a de Ionni Barrios, um dos trinta e três mineiros e, se não estou em erro, o vigésimo a ser resgatado.

Ionni tinha uma vida dupla. Casado há vinte e oito anos, dividia as mágoas e as agruras daquela vida de mineiro pela mulher e por uma amante. Vá lá saber-se porquê, o segredo seria desvendado e a estória viria a público precisamente quando o pobre do Ionni vivia este drama a 700 metros de profundidade.

Ao desenvencilhar-se da cápsula que o trazia de regresso à vida percebeu-se que alguma coisa ali não estava tão bem. A exuberância do reencontro era substituída por uma descrição pouco comum. Surge então uma senhora – os mineiros ao chegarem cá acima apenas podem ser recebidos por um único familiar (obviamente que, no meio daquela organização toda, previamente escolhido) – que se aproximou e o abraçou: um simples abraço! Tudo muito comedido, como o Ionni. Era a amante. A mulher, essa, não apareceu!

Agora são duas a disputar a indemnização. Quem sabe se ele não vai querer regressar à mina…

1 comentário

Comentar post

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics