Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

LANCE AMSTRONG

 Por Eduardo Louro

 

Sou certamente apenas um entre os muitos milhões de admiradores de Lance Amstrong ainda em estado de choque. Serei apenas um dos muitos que acham que há qualquer coisa que não bate certo nesta história. E serei certamente um entre muitos dos que sentiram a mais profunda das revoltas ao ouvir o presidente da UCI dizer que o nome de Lance Amstrong já não fazia parte do ciclismo.

Não percebo como é que alguém que preside ao organismo máximo do ciclismo encontra legitimidade para banir do ciclismo o nome da sua maior figura.

Lance Amstrong foi condenado exclusivamente por denúncias de antigos colegas de equipa, sem qualquer prova material. Claro que temos consciência que o recurso ao doping no ciclismo – como no desporto em geral – é um jogo do gato e do rato, mas onde nem a UCI é o gato nem o ciclista o rato. O gato e o rato que jogam este jogo representam os mesmos interesses que se cruzam e encontram na UCI, raramente no ciclista.

Os mesmos interesses a quem Lance Amstrong serviu, sempre sob a batuta tutelar da poderosa UCI. Lance tinha tudo para ser o herói perfeito, servia a todos os interesses instalados à volta da que se transformou numa das modalidades desportivas que mais interesses comerciais mobiliza.

Se Amstrong fez toda a sua carreira à margem da verdade desportiva, enganando todos os gatos durante tantos anos, é difícil deixar de responsabilizar os gatos. Se durante esse período a UCI apanhou e puniu tantos e tantos nomes de primeiro plano, baniu equipas completas, é difícil de perceber como Lance conseguiu sempre, e só por si, escapar. A ideia que fica é que a UCI quis deixar cair lance Amstrong e que, depois de o deixar cair, uma vez caído e inerte no chão, saltou para cima dele sem dó nem piedade.

E isso é feio. E cobarde… Quem é capaz de fazer isso não tem moral para banir o nome de Lance Amstrong do ciclismo. Pode até fazê-lo, mas ninguém o leva a sério!

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics