Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Uma selecção portuguesa. Com certeza!

Por Eduardo Louro

 

A selecção nacional de futebol de sub 20 foi, inglória e prematuramente, afastada do campeonato do mundo que decorre na Turquia, nos oitavos de final, ao perder com a selecção do Gana por 3-2.

Esta é uma selecção cheia de talento, a quem era legítimo exigir muito melhor. A anterior, que há dois anos na Colômbia, atingiu a final (que perdeu para o Brasil, no prolongamento) não possuía os valores individuais da actual. Era uma selecção pouco portuguesa - o seu sucesso assentou numa extraordinária capacidade competitiva, em resultado de enorme concentração e de grande força mental, atributos que, como é sabido, não são comuns em Portugal – precisamente ao contrário desta. Que falhou precisamente na concentração e na mentalidade, bem à portuguesa.

Tinha apurado vencendo o seu grupo, mas desde logo mostrando que todo o talento que exibia era facilmente traído pelas falhas de concentração defensiva. Assim foi nos dois primeiros jogos (vitória 3-2 sobre a Nigéria e empate 2-2 com a Coreia do Sul) e só assim não foi na goleada à fraca selecção cubana.

E assim foi hoje, na eliminação às mãos da selecção ganesa – a menos credenciada de quantas disputaram estes oitavos de final, já que não passou do terceiro e penúltimo lugar no seu grupo, apurando-se com uma única vitória, na qualidade de melhor terceira classificada - num jogo em que ainda antes de esgotado o primeiro minuto já havia desperdiçado dois golos feitos. Aos quinze segundos, na bola de saída, Bruma - a estrela deste mundial que tinha sido brilhante nos três jogos anteriores – partiu toda a defesa e entregou a bola a um colega (Aladje) que, a metro e meio de uma baliza deserta, conseguiu a inacreditável proeza de a rematar por cima da barra. Reposta e recuperada a bola, de novo os mesmos intérpretes, nas mesmas acções. Só que desta vez alguém desviou, para canto.

Não sei se a partir daí aquela rapaziada pensou que eram favas contadas. Sei é que nunca mais estes dois apareceram no jogo. E que a partir daí – quer dizer, durante todo o jogo – a equipa africana parecia europeia, e a portuguesa parecia africana.

Rigor nas marcações, velocidade sobre a bola, coragem na discussão de cada lance eram coisa só vista do lado da selecção africana. Ainda o primeiro quarto de hora se estava a despedir do jogo e já os ganeses ganhavam. E assim estiveram até à entrada do último, quando em três minutos a selecção nacional deu a volta ao resultado.

Com um quarto de hora para jogar e um resultado para segurar, a selecção que deixara sempre a ideia de ser muito melhor, voltou a falhar. E teve tempo de sofrer dois golos inacreditáveis.

Uma coisa é certa: esta selecção, com a capacidade de concentração e a mentalidade competitiva da anterior, seria pouco menos que imbatível. Mas enfim, já estamos habituados a não poder ter tudo!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics