Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Brasil 2014 XXIII - França - Alemanha

Por Eduardo Louro

 

 

Era dada como uma final antecipada: a final europeia do campeonato do mundo. Final, ou não, era um jogo entre as duas melhores equipas da Europa que estão no Brasil.

A Alemanha porque é, de há um ano para cá, e mesmo que isso tivesse passado despercebido a Paulo Bento e à sua rapaziada, a melhor equipa europeia. E continuará certamente a sê-lo durante os próximos anos.

A França porque chegou ao Brasil e desatou a impressionar, forte em todos os sectores mas com um meio campo do melhor que por lá se via. Havia um pequeno se não: não tinha verdadeiramente sido posta à prova. A partir do tal grupo, e até mais de trás, podia ter ficado a ideia que a França tinha sido trazida até aos quartos de final…

Os alemães estariam previsivelmente mais desgastados, vinham, ao contrário dos franceses, de um apuramento apenas decidido no prolongamento. Mas isso não se notou, nem provocou alterações na equipa. À excepção da inclusão de Klose, pela primeira vez titular, em vez – que não no lugar – de Gotze, com Muller a jogar nas suas costas. O velho Miroslav procura ainda tornar-se no maior goleador da história em fases finais, agora que já igualou (15 golos) o brasileiro Ronaldo. Mas não foi por isso que entrou de início, terá sido para marcar terrenos e puxar a equipa para começar a pressionar mais alto.

A França, ao contrário das expectativas que apontavam para maior prudência defensiva, fez alinhar Griezmann de início, no seu trio da frente. Nem Giroud, que não tem provado e voltou a não provar quando entrou, nem outra solução mais defensiva.

E o que viu foi a Alemanha tomar conta do jogo. Com pressão alta e colocando muita gente entre as linhas adversárias, tinha mais bola e fez eclipsar o fabuloso meio campo da França, que teve de usar o pontapé longo como forma de transição, descaracterizando por completo o seu futebol.

Foi sempre assim durante a primeira parte. E só não foi assim nos primeiros vinte minutos da segunda parte, quando a França conseguiu soltar-se da teia alemã. Mais porque a Alemanha não podia manter aquela pressão durante todo o tempo do que por outra coisa qualquer.

É certo que a Alemanha ganhou apenas por um golo, que marcou num lance de bola parada. Mas a ideia que ficou foi que, se não tivesse marcado dessa forma, logo aos 13 minutos, tê-lo-ia feito noutra altura qualquer, da mesma ou de outra forma qualquer, tal foi objectivamente a superioridade alemã, o cliente habitual das meias-finais dos campeonatos do mundo que disputou os quartos de final pela 16ª vez consecutiva!

Mesmo no fim, quando, até pelas substituições efectuadas, Joachim Low tinha já dado o jogo por ganho, a França teve talvez a sua melhor oportunidade de golo. Que, a acontecer mudaria muita coisa. Menos a verdade que a Alemanha é muito superior!

Mais que cumprir-se o futebol – … e no fim ganha a Alemanha – cumpriu-se o destino desta selecção alemã, que encontra agora o Brasil na aguardada final que o sorteio trouxe para as meias-finais!

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics