Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Clínicas "low cost": o barato sai caro!

 

 

Hoje preocupamo-nos mais com a saúde e o bem-estar do que há alguns anos atrás. Preocupamo-nos com a aparência, com a imagem que projectamos. Para os outros e para nós mesmos.

A preocupação com a saúde oral, com a imagem da boca e dos dentes, é porventura uma das que, nesse contexto, mais se salienta. Toda a gente gosta de ostentar um belo sorriso, dentes atraentes, imaculadamente brancos e de ar saudável.

Em resposta a esta dinâmica de procura surgiram no mercado ofertas de tratamentos dentários de baixo custo. O conceito de “low cost” chegou também às clínicas odontológicas, com muitas e diversas cadeias de baixo custo a instalarem-se por todo o país a oferecer serviços a preços muito abaixo da média do sector, e por isso muito atractivos. Nada melhor para o consumidor, não fosse dar-se o caso, como tantas vezes acontece em tantas outras áreas, de isso ser feito à custa de significativas e inegociáveis quebras de qualidade, na procura do lucro fácil e rápido.

O recente encerramento de cadeias como Funnydent ou Vegamar, assim como a detenção da liderança da Vitaldent, aumentou a visibilidade dos riscos que estas cadeias comportam para os consumidores menos avisados. Hoje cada vez menos, felizmente.

Os implantes dentários, por exemplo, por serem dos tratamentos hoje mais procurados, são um bom exemplo: tem de ser com materiais de alta tecnologia, e naturalmente de alto custo. Decorre daí que os preços não podem ter grandes oscilações. O anúncio de preços significativamente inferiores aos da média, ou aos de clínicas de referência, constitui forte razão para desconfiar, e para supor que os materiais utilizados são de má qualidade.

Os implantes dentários de qualidade colocados por um profissional qualificado podem durar até 15 anos.

Um bom dentista profissional é um especialista que deve oferecer um serviço personalizado e saber transmitir segurança e tranquilidade. As clínicas de baixo custo vivem da rotação de pessoal provocada pela política de salários mínimos para lucros máximos. E rápidos. É muito provável que o atendimento numa consulta seja por uma pessoa diferente da anterior. E diferente da seguinte. E pode até acontecer que esse atendimento seja feito por um comercial em vez de um médico especialista…

Frequentemente, no fim, para remediar tudo o que de mal foi feito, o consumidor paciente acaba por ter de recorrer ao profissional especialista que, pelo preço, trocou pela aventura “low cost “. E o que no princípio parecia um tratamento de baixo custo vai tornar-se num tratamento bem mais caro, e muitas das vezes com o risco de não recuperar de danos irreversíveis.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics