Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Euro 2020 - Bella Itália

Itália vence e garante um lugar nos oitavos de final do Euro2020

À entrada para a segunda jornada da fase de grupos da competição a Itália garantiu o apuramento para os oitavos de final. E continua a mostrar que tem a mais qualificada proposta de futebol que este Europeu tem para mostrar.
 
De novo, como sempre, no Olímpico de Roma, repetiu o resultado da estreia, um claro 3-0, agora à Suíça. Que não joga, nem jogou, até assim tão pouco, mas está em sérias dificuldades para seguir em frente. A renovada squadra azurri de Mancini, hoje mesmo azurri, é que joga mesmo muito. E deixa jogar muito pouco. 
 
Os helvéticos criaram apenas uma oportunidade de golo. Duas, mas na mesma única jogada. Não tiveram mesmo a mínima chance de evitar a derrota, mesmo que tivessem entrado bem no jogo, entrada que repetiriam no início da segunda parte. Decididamente, este Europeu não lhe está a correr bem. Nem à direcção do Benfica, que esperava que Seferovic viesse a render algum dinheiro. Não vai sair valorizado, e hoje até saiu logo ao intervalo. Sem que a equipa tivesse ganho grande coisa com isso, valha a verdade.
 
Jogou pouco porque não joga muito. Mas também porque nem o adversário nem o seu treinador o deixaram jogar mais. Se é discutível a sua substituição, mais discutíveis são as funções que o treinador lhe atribuiu.
 
A Itália, para além da máquina de futebol em que está transformada, beneficia ainda da anti-desportiva montagem deste euro 2020, de 2021, que Platini - o jogador fabuloso que foi não merecia que o miserável dirigente, que também foi, lhe conspurcasse tanto o nome - deixou em testamento. Joga, como mais umas quantas selecções,  todos os jogos da fase de grupos em casa, quando os adversários têm de andar com as malas ás costas, em longas horas de viagem. E também por isso chegará certamente em melhores condições que os adversários às fases decisivas da competição. À excepção da Inglaterra, que ainda joga em casa essas fases.
 
Só a França, que é de outro campeonato, terá condições para esbater esse handicap. 
 
No mesmo grupo A, o País de Gales ganhou à Turquia, que dificilmente deixará de ser o bombo da festa do grupo. Uma desilusão esta equipa turca, que vinha de uma auspiciosa fase de apuramento, com apenas 3 golos sofridos, e ganhando em casa à França, e empatando em Paris.
 
Foi o jogo que marcou a primeira participação da arbitragem portuguesa, na pessoa do "melhor árbitro nacional". Esse, o Artur da pastelaria. Que assinalou um penalti sobre o Bale que não lembraria ao diabo. A única explicação que se encontra é os turcos jogarem de camisolas vermelhas. O próprio craque galês deve ter achado aquilo tão escandaloso que achou que o melhor era mandar a bola para a bancada.
 
Achou que seria mais bonito, até porque já estava a ganhar. Através de um golo que merece ser contado, porque aconteceu tudo ao contrário do que há pouco tempo seria suposto - um passe sensacional de Bale do meio campo, com desmarcação de Ramsey que em plena área adversária recebe no peito e dispara para golo. Tudo ao contrário do que seria de esperar. Porque Bale também já não é o mesmo, não é só com Cristiano Ronaldo que estas coisas acontecem. Só que este Bale, mais recuado - para quem não se lembra, começou como lateral esquerdo no Southampton - a pautar o jogo no meio campo não é, antes pelo contrário, menos entusiasmante que aquele outro que explodia para a baliza.
 
No fim, já para além do período de compensação determinado pelo Artur - alargado por força de umas trocas de murros e empurrões entre os jogadores em que demonstrou faltar-lhe a autoridade de que por cá abusa - Bale esqueceu-se de guardar a bola e entrou por ali dentro para a entregar para o segundo golo, e fechar o resultado.
 
No primeiro jogo do dia, que abriu também a segunda jornada no grupo B, a Rússia, também a jogar em casa, ganhou (1-0) à Finlãndia, que não devia ter ganho aquele jogo de sábado à Dinamarca. Livrou-se boa, até porque logo no início do jogo viu o VAR anular um golo aos finlandeses. Mais um, depois dos dois de ontem à França, e de outro, hoje, à Itália.
 
Dado que neste grupo manda a Bélgica, é bem provável que todos fiquem com 3 pontos. Isto se a Dinamarca, que é bem melhor que os adversários directos, conseguir reagir ao infortúnio que a marcou no jogo inaugural.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics