Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Euro 2020 - Dia 3 e de más notícias

João Cancelo ao serviço da Seleção Nacional/Portugal

Ao terceiro dia, a primeira má notícia para a selecção nacional, com o afastamento de João Cancelo, o menos dispensável dos jogadores da equipa, testado positivo à Covid. Vá lá perceber-se como é que jogadores de altíssima competição, em total isolamento do exterior, rodeados de todas as condições e cuidados, e vacinados, podem ser infectados … Não consigo perceber. Menos ainda quando a FPF não tem nada para esclarecer… 
 
Vai-se notar muito a sua falta. Pela sua grande qualidade, pela intensidade que coloca no jogo, pelos desequilíbrios que provoca nos movimentos ofensivos, pela versatilidade e pelo seu actual momento de forma, como se viu no jogo com a selecção israelita, na última quarta-feira.
 
E mais três jogos, os dois da primeira jornada do grupo C, e ainda o primeiro do grupo D. Que foi até o que abriu o dia, em Wembley, colocando frente a frente as duas melhores selecções do grupo - Inglaterra e Croácia.
 
Os ingleses confirmaram as credenciais de sua candidatura ao título, que nunca atingiram. Dispõem de um excelente naipe de jogadores, e jogam em casa. Jogam e jogarão, se avançarem na competição. Os croatas confirmaram a sua história - bons jogadores, que jogam bem, mas nem sempre muito competitivos. No fim, ganharam os ingleses, graças a um golo de Sterling. E ganharam bem!
 
O jogo inicial do grupo C foi o segundo da tarde, e juntava em Bucareste as duas equipas menos credenciadas do grupo - a Àustria, de Alaba, e a estreante Macedónia do Norte, de Pandev, a menos credenciada em competição. Foi, até então, o jogo com mais golos - quatro. Três para os austríacos e um para ... Pandev, um rapaz da mocidade de Cristiano Ronaldo.
 
Ganhou bem a Áustria, mas não foi mais que sofrível o seu jogo. O terceiro golo, com que arrumou com o resultado, surgiu já no fim do jogo, quando a equipa apenas se preocupava em queimar tempo. De resto na sequência de um lançamento lateral que demoraram uma eternidade a efectuar, e que acabou num erro de um defesa macedónio que Arnautovic (curioso como não há um nome "ic" numa selecção da antiga Jugoslávia, enquanto há pelo menos dois na austríaca), aproveitou. O treinador é Foda. O resultado, não.
 
E fica na História, não pelo nome, mas como o treinador da primeira vitória da selecção numa fase final do europeu.
 
Para o fim do dia ficou o melhor jogo da competição até ao momento. Em Amsterdão, no Johan Cruyft Arena, a Holanda - os Países Baixos, como agora querem que se chame -, a jogar em casa, ganhou (3-2) à Ucrânia, a selecção que, na fase de apuramento se superiorizara à portuguesa, empurrando-a para este grupo em que acabou por cair, donde não será fácil sair viva. 
 
Depois de uma boa primeira parte, bem jogada mas sem golos, muito por culpa do guarda-redes ucraniano, Bushchan, com intervenções de grande nível, a segunda parte trouxe todos os cinco golos. Rapidamente a Holanda chegou a 2-0, com toda a naturalidade. Parecia ter o jogo na mão, só que, mais rapidamente ainda, em quatro minutos, entre os 75 e os 79, a Ucrânia empatou o jogo. O primeiro golo, de Yarmolenko, até deveria ter valido por dois. Espectacular!
 
Quando parecia que a equipa de leste estava capaz de controlar o jogo, e segurar o empate, o herói da primeira parte, o guarda-redes Bushchan, que já não estivera isento de culpas no primeiro golo laranja, com despropositado excesso de confiança, que se chama displicência, ofereceu a bola a um adversário, que a cruzou para Dumfries, de cabeça, fazer o golo da merecida vitória, já perto do minuto 90. 
 
Os ucranianos confirmaram o que tinham feito na fase de apuramento, mas não mais que isso. Mesmo que isso pareça suficiente para a qualificação para os oitavos de final. Os adversários que lhe caíram em sorte neste grupo tornam-no obrigatório. E a selecção holandesa, mesmo longe da velha laranja mecânica, pode bem ter lugar numa segunda linha de candidatos.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics