Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Histórias fantásticas*

Resultado de imagem para Martin Shkreli

 

A América sempre foi dada por terra de oportunidades, pelo símbolo maior do empreendedorismo, pelo paradigma da mobilidade social, pelo chamamento à aventura e pelos desafios à superação das capacidades individuais.

A sua própria história é feita disso. De gente que lá chegou que nada tinha a perder, só uma vida nova para ganhar. O sonho americano, o maior mito da América, é isto!

Encontram-se por todo o mundo histórias fantásticas de sucesso individual, de gente que do nada se fez tudo. Mas em nenhuma outra parte do mundo se encontram tantas como na América. Umas mais conhecidas que outras. E nem todas épicas… “Épicas”, não disse “éticas”. Mas poderia ter dito!

Trago hoje aqui, porque faz parte da actualidade, uma dessas histórias. E das menos épicas.

É a história de Martin Shkreli, que vem de uma família de imigrantes albaneses e croatas, que ganharam a vida a trabalhar nas limpezas. No nada, do nada! 

Aos 22 anos, há apenas doze, criou um fundo de investimento e começou a enriquecer em Wall Street. Pouco tempo depois já constava da famosa lista dos sub 30 da Forbes. Mais famoso ficaria quando, em 2015, já dono de uma grande empresa na poderosa indústria farmacêutica, passou a ser conhecido pelo “homem mais odiado do mundo”, ao adquirir a patente de um medicamento para combater doenças como a Sida, o cancro ou a malária, para multiplicar o seu preço em mais de 5.500%. O resto desta história é uma sucessão episódios de fraudes e crimes financeiros e das mais insólitas extravagâncias, que culminou numa acusação de perto de uma dezena de crimes, que lhe davam direito à pena de 20 anos de prisão.

Na passada sexta-feira - faz hoje uma semana – o tribunal de Brooklyn, em Nova Iorque, deu-o por culpado em 3 dos crimes de que estava acusado e condenou-o a 7 anos de prisão.

Martin Shkreli, como já devem ter reparado, tem 34 anos...

 

* A minha crónica de hoje na Cister FM

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics