Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Lição de vida*

Resultado de imagem para grutas tailândia

 

Apesar das longas horas que as televisões dedicaram ao assunto, das muitas explicações de quase sempre os mesmos, que sabem de tudo, de tudo, e que sobre tudo têm sempre alguma coisa a acrescentar que nunca acrescenta nada, sabemos muito pouco do que se terá passado naquela gruta tailandesa donde acabaram de sair, se não sãos, pelo menos salvos, 18 dias depois, aquelas 12 crianças e o jovem adulto – bem adulto, certamente - que os ensinava a jogar à bola.

Saber-se-á mais, aos poucos. E dentro de pouco tempo, Hollywood acabará por nos contar tudo. E mais alguma coisa… Como é inevitável.

Sabe-se que muito pouca gente acreditou no sucesso da operação. Que, mesmo assim, foram envolvidos infindáveis recursos e largos milhares de pessoas, de todo o mundo. E que nem Elon Musk quis ficar de fora, queremos crer que sem outros objectivos que não fossem ajudar. Por pura vontade de ajudar, acreditemos...

Que morreu um mergulhador tailandês, logo no início das operações de salvamento. E que 100 outras pessoas envolvidas na gigantesca intervenção na gruta correram sério risco de vida, já no fim de tudo, depois de concluído o resgate. Ao que se diz por avaria das bombas de água.

O que não se sabe é como foi possível manter 12 rapazes, ainda crianças, calmos durante todo aquele tempo. Como foi possível evitar-lhes o caos emocional e mantê-los num quadro da mais férrea disciplina de sobrevivência durante as quase duas semanas em que permaneceram incontactáveis, sabendo que ninguém sabia, e que provavelmente nunca viria a saber, nada deles. Num espaço reduzido, nas profundidades do subsolo, sem qualquer tipo de comunicação com o exterior, sem luz de qualquer espécie, sem alimentos, sem água potável… Ou como foi possível, depois de se saberem finalmente encontrados, gerir a ansiedade da espera, da incerteza, dos limites de cada um…

Poderá até acontecer que algumas das respostas estejam numa cultura que desconhecemos, provavelmente bem distante da que é a nossa. Mas, para mim, não tenho dúvidas: aquele jovem de 25 anos que os ensinava a jogar à bola soube ensinar-lhes muito mais coisas. Coisas que farão destes 18 dias toda uma vida inteira de sabedoria! 

 

A minha crónica de hoje na Cister FM

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics