Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Nem parecia que era a começar. Mas começou bem!

Resultado de imagem para benfica paços de ferreira

 

O Benfica arrancou hoje para o campeonato 2019-2020, à procura do 38. Mas nem pareceu. Mais parecia que não tinha mudado a época, que não tinham passado quase três meses sobre o último jogo do último campeonato, de boa memória.

A mesma dinâmica de vitória, o mesma dinâmica de festa nas bancadas, a Luz cheia que nem um ovo, com mais de 60 mil - 63 mil, mais precisamente. A mesma dinâmica de jogo, e a mesma dinâmica de goleada. Já quase não nos lembramos de um jogo sem goleada. Até o relvado lembrava o da época passada, depois daquele estado deplorável em que o víramos no jogo de apresentação, com o Anderlecht, há um mês.

O Paços de Ferreira entrou na Luz como quase todos os adversários entram, com uma estratégia de contenção para reduzir os danos, e com o objectivo  de retardar o golo do Benfica. Duas linhas muito juntas, uma primeira de cinco, e outra de quatro logo atrás, com a ideia de reduzir o espaço de acesso à sua área, e tapar as linhas de passe no último terço do terreno. E a coisa funcionou durante largos minutos, basicamente durante toda a primeira metade da primeira parte.

Não se pode dizer que o Benfica não tenha criado oportunidades de finalização durante todo esse período. Não foram muitas, mas por duas ou três vezes criou situações de finalização que poderiam ter acabado em golo. Logo aos 7 minutos Seferovic falhou por pouco, logo a seguir Marco Baixinho, o defesa pacense, teve uma entrada dura, por trás, a travar Seferovic, que seguia isolado para a baliza, e deveria ter visto o cartão vermelho e, aos 19 minutos, o remate de Grimaldo na sequência de um canto, só por centímetros não acabou dentro das redes. A verdade, no entanto, é que o golo do miúdo Nuno Tavares - e que golo! - que mudou ao jogo, aos 26 minutos, surgiu no primeiro remate enquadrado com a baliza.

Já se sabe que neste tipo de jogos o mais difícil é marcar o primeiro golo. Esta noite na Luz não foi excepção, e a partir daí o Paços abriu o seu jogo. Subiu no terreno e tentou fazer pressão alta, com os jogadores mais distribuídos pelo terreno. E sabe-se também como isso favorece o desenvolvimento do futebol do Benfica, e a sua dinâmica de transição ofensiva.

O segundo golo (Pizzi, de penalti),logo a seguir, apenas acabou o que o primeiro tinha feito, quando ainda faltava mais de um quarto de hora para o intervalo.

Na segunda parte o Benfica refinou ainda mais a exibição, e as oportunidades de golo iam-se sucedendo. A partir do minuto 65, quando o pacense Bernardo Martins foi expulso, num segunda amarelo por carga dura sobre Nuno Tavares (mais uma grande exibição, com um golo e duas assistências), a travar mais uma saída rápida para o ataque, a resistência do Paços terminou. E os três golos que se seguiram (Pizzi - quatro golos em dois jogos -, Seferovic e Carlos Vinícius, na estreia) acabaram por ser fraco pecúlio para tanto domínio.

Não se pode dizer que tenha sido mais uma excelente exibição do Benfica, mas foi claramente mais um bom jogo, numa linha exibicional que é já uma marca da equipa. Que, acima de tudo, confirma e consolida o futebol que Bruno Lage trouxe ao Benfica.

E confirmou que Raúl de Tomás, mesmo sem marcar, é jogador a pegar de estaca na equipa (excepcional o seu trabalho no campo todo), que Florentino é um craque e que o Nuno Tavares, que na esquerda é simplesmente soberbo, já faz o corredor direito como se sempre ali tivesse jogado. Só de Pizzi não confirmou nada, por que esse já não tem nada pra confirmar. Está mais que confirmado que é um extraordinário jogador.

Começou bem, muito bem mesmo, esta Liga 2019/20. Que assim continue!

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics