Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

O positivo do negativo

 

Imagem relacionada

 

Quando foi notiicada a Operação O Negativo ficou claro que há gente que está em todas. Disso dei aqui conta, acrescentando-lhe quanto estranhava (aqui, como noutros espaços em que tenho oportunidade de expressar opinião) que, sendo Paulo Lalanda de Castro uma dessas pesoas  - é uma das mais destacadas figuras à volta de Sócrates, volta a ser referência nos vistos gold, à volta de Miguel Macedo, fala-se de off-shores, e lá está ele, e é agora figura central neste escândalo de corrupção do plasma sanguíneo - nada se passasse. Era como se continuasse a passar por entre os pingos de uma chuva bem grossa...

Mais estranho me pareceu que no final do dia seguinte (quarta-feira) surgisse a notícia que se teria demitido de todas as suas funções na multinacional Octapharma, de que era presidente para Portugal. Não era bota que jogasse com a perdigota, quer dizer: os pingos grossos da chuva estavam mesmo a molhar. Poderiam era não vir tocados pelo vento certo...

Afinal, sabe-se agora - vá lá saber-se por quê - que o cavalheiro tinha sido detido na quarta-feira na Alemanha, no meio de uma reunião nas instalações da empresa, em Heidelberg. E que só depois de detido, naquelas cicunstâncias, apresentou (ou foi obrigado a apresentar) a demissão dos cargos que ocupava na empresa. Agora sim, as coisas fazem sentido. O que continua sem fazer sentido é que a comunicação social tenha noticiado o posterior acontecimento secundário e ignorado o anterior acontecimento principal. É como não noticiar uma catástrofe para fazer notícia dos efeitos marginais que tenha provocado.

A verdade é que finalmente um desses nomes que está em todas foi detido. Já terá sido presente a um juiz alemão, que terá agora de decidir sobre o processo de extradição para Portugal. Vamos lá ver se esse juiz se não lembra que nestas coisas da corrupção, por cá, às vezes há corruptores mas não há corrompidos. Ou vice-versa.

É que pode ter ouvido dizer que há por lá uns alemães presos porque, num negócio de submarinos com Portugal, corromperam alguém que não foi corrompido... 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics