Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Regresso ao passado? Não, bofetada de luva branca!

Por Eduardo Louro

 

Começa a ganhar forma um movimento para convencer Ramalho Eanes a candiatar-se à Presidência da República. E vêm-nos de imediato à cabeça  duas ideias.

A primeira é do domínio das curiosidades, e tem a ver com a inédita hipótese de, em Portugal - e se calhar noutra qualquer outra democracia do mundo - alguém fazer quatro mandatos, e passar 20 anos na presidência. Clinton teve essa hipótese, mas deixou que uma estagiária a matasse. Soares também tentou, mas sem hipóteses nenhumas. E Putin não faz parte deste filme...

A segunda sugere-nos uma questão de fundo: não seria um regresso ao passado, andar para trás 40 anos?

Mesmo não olhando (à partida) com grande entusiasmo para o movimento  - compreendo-o, e merece-me alguma simpatia, mas também não me seduz por aí além - acho que não. Não é andar para trás 40 anos porque Eanes já lá não está, andou também ele para a frente. Eanes já não é aquele militar que passou os primeiros 10 anos da democracia em Belém sem que ninguém lhe conhecesse a personalidade, quanto mais o pensamento. Já não é aquela figura esfíngica e misteriosa, vazia de pensamento político, que chegou à chefia do Estado, como diz a gíria popular, sem saber ler nem escrever. Apenas porque esteve no sítio certo na hora certa. Nem o homem hesitante e híbrido que tão depressa lançou como deixou matar - ou matou mesmo? - o PRD, a primeira tentativa de pedrada no charco da partidocracia já então instalada.

O charco evoluiu para pântano, para o grande pantanal em que se tornou o regime. Eanes não evoluiu menos. Estudou, ganhou solidez e adquiriu estatura política. Não fica, nesse aspecto, nada atrás do que por aí vegeta na classe política. E tem a enorme vantagem de ser respeitado, de merecer os respeito de todos os portugueses. Menos um - mas esse já não conta para muito...

É esse o seu maior activo. De entre os ditos presidenciáveis ninguém se lhe compara... O regresso de Ramalho Eanes ao topo da esfera política do país, não é certamente a melhor das notícias. Mas não é nenhum passo atrás, é a bofetada, por enquanto de luva branca, que os cidadãos têm para dar às sucessivas gerações de políticos que nos trouxeram até aqui! 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics