Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

O DIA DAS EMOÇÕES FORTES

 

 Por Eduardo Louro 

 

Chamava-lhe ontem o dia das emoções fortes mas, do grande ataque dos hackers informáticos, nem notícias…

Já de Marselha, da cimeira, as notícias começaram a chegar cedo. Era o tal tratado! O Tratado da governação económica e da constitucionalização do défice, para entrar em vigor até Março próximo. Tudo como estava anunciado...

Saiu vencedora, como não poderia deixar de ser, a posição alemã. E a ideia peregrina de que tudo isto não passa de uma crise de confiança e que, segundo esta mesma ideia mestra da posição alemã, passando os países membros a estar obrigados ao cumprimento de um tecto no défice, acabam-se os desvarios. E com essa garantia, regressa a confiança. E com ela os melhor dos mundos, como se tudo se pudesse resumir a um conto de Natal!

A Alemanha convenceu toda a gente disto. Todos os 17 países da moeda única e todos os restantes dez, menos os ingleses, os eternos desconfiados destas coisas que, mais tarde ou cedo, acabarão por bater com a porta.

Como tantas vezes no passado recente, só daqui por uns tempos é que alguns – sempre os mesmos - começarão a perceber o que perdem. É que as mesmas regras para realidades tão diferentes não dão normalmente bom resultado: em vez de convergências costumam aprofundar assimetrias! Desconfio que na Europa, nesta altura, não é possível confiança sem procurar a convergência… Nem sem solidariedade. Nem, já agora, sem democracia!

De Marselha sai uma Europa ainda menos solidária – os fortes vão ser ainda mais fortes e os fracos mais fracos – e ainda menos democrática, com mais um tratado a passar ao lado dos cidadãos.

 

DEZEMBRO 9: UM DIA DE EMOÇÕES FORTES

 Por Eduardo Louro 

 

Por cá promete-se para amanhã um ataque em massa dos hacktivistas AntiSecPT, na sequência dos raides dos últimos dias, e do de hoje mesmo á página do Ministério da Economia.

Em Marselha decorre a cimeira do tudo ou nada. Mais uma, depois de tantas, com a fasquia igualmente elevada, terem sido do nada. Talvez por isso, por todas as anteriores terem sido do nada, acreditamos que desta é que é! Mesmo que já se fale numa outra antes do Natal, é bem provável que esta seja mesmo a do tudo ou nada.

Será a cimeira da paz para o euro. A partir dela, ou finalmente descansará em paz ou irão deixá-lo em paz!

Espera-nos um dia de emoções fortes!

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics