Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Cacofonia

 

Luís Filipe Vieira (Presidente) in De Águia ao Peito

 

Um chamado ‘Movimento 1904 De Todos UM’ criado, ao que se diz, por três sócios do Sport Lisboa e Benfica, pede que sejam convocadas eleições no clube “no momento oportuno".

Ora aí está: um movimento criado para pedir eleições que já estavam anunciadas. Sem data, é certo. Por isso o movimento as pede “no momento oportuno". E qual é o" momento oportuno"?

Não dizem. Mas é certamente o que a direcção - a quem reconhecem  “sentido de responsabilidade e de coragem” que é garantia de “serenidade e tranquilidade necessária” - entender. 

Ora aqui está um movimento daqueles que acrescentam, e que tanta falta faz neste momento difícil, a  pedir á direcção que marque as eleições, que já marcou, para a data que considere oportuna, como fez ao não marcar data.

Com movimentos destes e com a manifestação de "gratidão e solidariedade" a Luís Filipe Vieira promovida para domingo, cacofonia já não falta. Só é pena que não fizesse falta nenhuma. O que agora dava jeito era mesmo mais qualquer coisa... 

 

 

 

À Bayern, diziam eles...

Venda de ações da SAD do Benfica compensaria 'rei dos frangos' por ajudar  Vieira - Benfica - Jornal Record

Os objectivos da OPA, que muitos benfiquistas, entre os quais me incluí (aqui, ou aqui) na altura desmascararam, não morreram quando a CMVM lhe passou a certidão de óbito. Era para Vieira e os seus fazerem dinheiro, muito dinheiro, e tinha que ser feito.

Não deu para fazer com OPA, fez-se sem OPA. E sem informação, em segredo completo. Foi preciso passar-se pelo que se está a passar para vir a público. E para, só depois de ter sido tornado público, a administração da SAD do Benfica fazer de conta que o tornava público.

De então para cá as acções do accionista José António dos Santos cresceram, cresceram, cresceram... O comprador, o prometente comprador, o Sr Textor veio dizer que nunca negociou com o Benfica, apenas com o Sr Dos Santos. Pois não, nem precisava ... Já tem 25% da SAD, sinalizados com um milhão de euros, e quem conhecer o seu perfil de investidor sabe que não gasta dinheiro para não mandar.

E não é preciso saber muito destas coisas para perceber que ninguém gasta 50 milhões de euros para investir em acções que não se valorizam em mercado, que não distribuem dividendos e que, qualificando-o como investidor relevante, não lhe garantem condições para mandar. Nem é preciso ser visionário para ver onde se pretendia chegar.

Mas, dizia Vieira, e replicam-no anda hoje muitos, era uma operação à Bayern.

 

Há eleições. A época é que ainda está por preparar!

Reunião ordinária dos órgãos sociais vai analisar situação do SL Benfica -  Desporto - SAPO 24

 

O Comunicado assinado pelo Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica, António Pires de Andrade, no fim da reunião ordinária quadrimestral dos órgãos sociais que se realizou esta tarde no Estádio da Luz, entre inevitáveis banalidades, dá-nos conta de duas notícias.

Uma é boa, e inevitável - a realização de eleições. Mas peca por tardia. Essa era a notícia que teria de ter sido dada na passada sexta-feira, quando Rui Costa se anunciou Presidente do Benfica. Teria de ter sido a quarta frase da sua declaração: a primeira para dizer que tinha assumido a presidência, a segunda para o sustentar com a responsabilidade do momento, a terceira para particularizar as responsabilidades urgentes na emissão obrigacionista e no apuramento para a Liga dos Campeões. 

Hoje apenas teria que ser comunicada a data marcada.

A outra consta logo no início do Comunicado é má - péssima - e deveras preocupante. A unanimidade em, nesta altura, a duas semanas do início das competições, classificar "a preparação da época desportiva no futebol" como "objetivo de curto prazo a que se torna imperativo dar resposta", é mais que preocupante. É surreal!

 

Dois Presidentes e três opções

As primeiras palavras de Rui Costa como novo presidente dos Encarnados:  "São tempos desafiantes, de nos unirmos em prol do Benfica" - I Liga - SAPO  Desporto

 

Na prisão, Luís Filipe Vieira suspendeu o mandato. Poucas horas depois, Rui Costa assumiu a presidência do Benfica. Quase que dá para dizer que não há fome que não dê em fartura - o Benfica, que há tanto tempo não tem presidente, tem agora dois: um com mandato suspenso, e outro com o mandato apropriado.

É estranho, mas também não seria de esperar que fosse agora que acabassem as coisas estranhas no Benfica. 

Vieira não foi capaz de, nem nestas circunstâncias, ter o pinguinho de dignidade de renunciar ao mandato. Nem de dar o mínimo dos sinais de que, no fim de tudo, ainda lhe tenha sobrado uma resteasinha de pudor. Ou um mínimo de respeito pela Instituição, como ele gostava de dizer, para não lhe complicar ainda mais a vida.

Todos nos lembramos de há para aí um ano LFV ter dito que deixaria o Benfica se fosse acusado de corrupção. Pelos vistos, depois de dois dias detido, olhou bem para os indícios do que  estará para ser acusado, ou pediu ao advogado que lhos lesse, e viu ou ouviu: burla qualificada, abuso de confiança, fraude fiscal, branqueamento de capitais e falsificação.

Pois, corrupção não consta. E ele, sempre cumpridor da sua palavra, concluiu então que não tinha nada que ir embora. Que lhe bastava suspender, como se preso não estivesse já suspenso.

Pelo que tenho visto há ainda benfiquistas que acham que fez muito bem. E mais ainda, pelos "carrega Rui Costa" que por aí tenho visto, que aplaudem entusiasticamente o novo presidente. São os mesmos, "os invisuais de espírito crítico" que têm achado normal tudo o que Vieira tem feito nos últimos anos do seu, mas também nosso, Benfica. 

Para esses, para todos os que exaltam Rui Costa e, ao que se diz, a decisão unânime da direcção do Benfica, de não marcar eleições e assegurar a sucessão dinástica de Rui Costa, deixo as opções que o Ricardo Araújo Pereira já apontou para sustentar esta decisão:

1) Rui Costa, e os restantes membros da direcção, são cúmplices de Vieira;

2) Rui Costa, e os restantes membros da direcção, são coniventes com Vieira;

3) Rui Costa, e os restantes membros da direcção, são completos totós e nunca souberam nada do que Vieira andou a fazer.

Não me parece haver mais alternativas. Têm que escolher uma. E depois digam qual delas lhes dá mais garantias para conduzir os destinos do seu, mas também nosso, Benfica.

Resumo, não é difícil - é escolher para manter o Benfica entregue a cúmplices, a coniventes ou a incapazes!

 

 

 

FALTA!

 

Por Eduardo Louro

 

Assistimos ontem a uma entrada por trás, sem bola, muito feia e muito grave: para vermelho directo! Não, não foi em Wembley na final da Liga dos Campeões: aí foi um jogo limpo e sem casos, um hino ao futebol e ao fair play, como aqui no texto abaixo deixo perceber. Esta passou-se em Vila do Conde e foi às pernas do Fábio Coentrão!

Sabia-se que a máquina do PS de Sócrates tinha desenvolvido todos os esforços para, precisamente ontem em Vila do Conde, poder usar a imagem deste jogador do Benfica e um dos grandes ídolos do futebol nacional da actualidade. Sabe-se que ele resistiu como resiste em campo, esgueirando-se aos adversários e fugindo-lhes em direcção à linha final por entre fintas, simulações e mudanças de velocidade.

Eis se não quando, já na linha final e quando se preparava para o cruzamento letal, surge por trás Mário de Almeida – o jurássico presidente da Câmara de Vila do Conde que, com Mesquita Machado, em Braga, é o dinossauro dos dinossauros do caciquismo do PS – e lhe dá um toque subtil que lhe provoca o desequilíbrio fatal. É então que surge Sócrates e, sem dó nem piedade, lhe dá a sério o golpe (baixo) final!

O pobre do Fábio bem dizia que aquilo não era apoio nenhum, que só estava ali por causa do presidente… Que o presidente da câmara lhe tinha pedido muito. Tanto que ele não conseguiu dizer que não!

Mas qual quê? Para Sócrates não há dó nem piedade: exibiu-o até ao tutano! E, despudoradamente, proclamou o apoio de Coentrão como se não houvesse amanhã. Mesmo com ele ali ao lado a dizer que não estava ali para o apoiar, mas apenas porque o presidente lhe pedira. Mesmo que, perguntado se iria votar Sócrates, respondesse que não queria saber de política…

Sócrates não tem mesmo vergonha! Cartão vermelho, já!

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics