Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Heresia na Catedral

Resultado de imagem para golo de renato sanches

 

Não estive ontem na Luz. E porque ainda estou às voltas com o gato que a Sport TV me mandou lá para casa, não vi o jogo. Assim, de repente, não me lembro da última vez que não tenha visto (ou televisto) um jogo oficial do Benfica. Até aquela coisa do ano passado em Basileia eu vi, mesmo a largos milhares de quilómetros de cá, no outro hemisfério e noutro fuso horário...

Imaginam por isso a minha decepção por não ter ontem visto a Catedral, cheia e linda, como sempre, a aplaudir o golo do Renato Sanches. O que não conseguem imaginar é o meu desapontamento, hoje, com a notícia de um concerto no Estádio da Luz

Podem achar uma palermice. Mas fiquei em choque. Acho normal que se façam concertos em todos os estádios do país e do mundo. Eu próprio já fui a concertos a Alvalade (no velho) e, que me lembre, um dos maiores concertos de todos os tempos até aconteceu em Wembley (no velho). Mas, na Catedral, não gosto!

A Catedral não nasceu para isso. Nasceu para aplaudir golos, mesmo os dos outros ... quando são marcados pelos nossos. Que lá jogue a seleção nacional sempre que está à rasca, ainda vá que não vá. Mas ... concertos, é heresia!

 

PS: Vá lá. Confessem. Pelo título e pela foto, esperavam que a heresia fosse outra...

 

 

Concerto, há. Conserto é que não!

 

Por Eduardo Louro

 

Começa finalmente a perspectivar-se alguma solução para a crise grega, que não para o problema grego, esse permanece e continuará a crescer.

Depois das piruetas de toda a gente, de Tsipras pisar as linhas vermelhas e de Juncker, presidente da comissão, Lagarde, do FMI, e Donald Tusk, presidente do conselho europeu, terem pisado as do ridículo, juntando-se a Jack Lew, secretário do Tesouro norte-americano, para pedir um alívio (perdão) da dívida grega. E depois de Schauble lhe ter proposto trocar a Grécia por Porto Rico, e Merkel jurar que poderá fazer tudo à dívida grega menos cortá-la na forma clássica (há certamente formas neoclássicas), o governo grego passou a apresentar propostas sérias e credíveis (Hollande), em texto completo (Dijsselbloem, o holandês que preside ao eurogrupo), e tudo se encaminha para a concertação.

Que não para o conserto: o que se destruiu na Grécia já não tem conserto!

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics