Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

FILHOS E ENTEADOS

Por Eduardo Louro

 

O governo, porque a austeridade oblige, acabou com a velha isenção de portagens na Ponte 25 de Abril durante o mês de Agosto. O pessoal não gostou mas pagou! À Lusoponte, essa empresa com quem o Estado gosta muito de negociar, presidida por Ferreira do Amaral, o antigo ministro que negociou a concessão antes de para lá se transferir.

E depois de lá termos deixado o dinheirinho da portagem, o governo voltou a pagar. Como se os utilizadores lá tivessem passado à borla!

O governo, porque o dinheiro faz muita falta e a vida custa a todos, tomou a decisão de acabar com essa borla. Mas logo se esqueceu e pagou à Lusoponte, como se não tivesse tomado essa decisão.

A Lusoponte recebeu duas vezes e agradeceu. E, de tão habituada que está a receber gorjetas do Estado, nem deve ter achado estranho. Agora diz que fica por conta…

Que o primeiro-ministro nem soubesse disto, não é grave. Que tenha sido desmentido, não é agradável mas também não tem uma gravidade por aí além. Grave é que a ordem de transferência tenha sido assinada, sabendo-se exactamente o que estava a ser pago. Grave é que a máquina seja tão lenta a pagar o que deve e tão rápida a pagar o que não deve. E grave é que este Estado que não paga a ninguém, pague tão rapidamente - mesmo o que não deve – às Lusopontes que amamenta com todo o carinho

Filhos (do regime) e enteados... E muita falta de vergonha!

OS FILHOS DO REGIME

Por Eduardo Louro 

 

Os filhos do regime recusam-se a abandonar a casa dos pais e acham que têm direito – sendo que direitos é aquilo que recusam a todos os outros, a quem apelidam de parasitas – a manter intactas as suas mesadas. Sejam elas em vencimentos, em pensões ou em subvenções. Ou em todas elas juntas! Para eles nada muda nem nada os faz mudar!

São muitos os filhos do regime e encontramo-los confortavelmente instalados no Banco de Portugal – que se colocou de fora dos cortes dos subsídios de natal e férias - , na Caixa Geral de Depósitos e mesmo na banca privada, na EDP, na PT, etc. E têm nome, têm muitos nomes!

Chamam-se Eduardo Catroga, que aos 72 anos passa a acrescentar às muitas pensões, subvenções e outros que tões, um vencimento anual de 639 mil euros na EDP. Que justifica pelo seu valor de mercado, que tem um valor de mercado como os outros gestores ou como os futebolistas, como o Cristiano Ronaldo. Até pode ser que tenha um valor de mercado, e até pode ser que seja alto, mas não é o caso: aquele é o valor que recebia o seu antecessor – António Almeida, certamente outro dos filhos do regime – que não seria também o seu valor de mercado, mas o que tinha recebido, com as devidas e merecidas actualizações, o seu antecessor e o antecessor do seu antecessor. Isto não é valor de mercado, isto é simplesmente a mesada que o regime atribui aos seus piquenos!

E por falar em piquenos, chamam-se Manuela Ferreira Leite, que do alto das suas pensões, subvenções e outros que tões, acha que os doentes com mais de 70 anos devem pagar as suas hemodiálises, porque nem o país nem a Europa estão para isso.

E chamam-se Paulo Teixeira Pinto, que depois de dois anos de presidência do BCP foi despedido com uma indemnização – sim, aquilo de que querem isentar os despedimentos – de cerca de 10 milhões de euros, e com uma pensão vitalícia de 30 mil euros mensais. O seu valor de mercado, certamente!

E chamam-se… bem, seriam mais umas dezenas de nomes. Todos bem conhecidos, mais que os Frexes e outros que tais que o PSD e o CDS não têm vergonha de colocar na administração da Águas de Portugal… Para além do mais em evidente conflitualidade de interesses!

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics