Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

O plano e os milhões

Costa Silva sai em defesa do TGV: “Não quero saber se é alta ...

Coincidência, ou não, a apresentação da “Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030” de António Costa Silva - que vai estar em discussão pública durante um mês -aconteceu pouco depois de se ver o fumo branco que saía  da reunião extraordinária do Conselho Europeu, em Bruxelas.

Sem os milhões de Bruxelas, sejam lá eles o que forem - na verdade toda a gente festeja aqueles números cheios de zeros, mas ninguém sabe ainda muito bem o que aquele fumo branco anunciou - não haveria "recuperação económica". E não havia "visão estratégia" que nos valesse.

Sabe-se  como tem sido frequente em Portugal gastar por gastar. Há dinheiro, tem que ser gasto, não importa como. Tem sido assim, com pouco rigor e nenhum proveito. A não ser para os mesmos de sempre que, invariavelmente com grande visão estratégica e maior capacidade empreendedora, esgotam os seus talentos em projectos de caça aos fundos.

Esperemos que o dinheiro continue a correr, e cá chegue todo o que está anunciado. Que o Plano Estratégico de Costa Silva reúna consenso alargado para a sua aplicação.  E que milhões e Plano casem por interesse para nos fazerem felizes para sempre.

Não estamos nada habituados a finais felizes, mas gostamos sempre de acreditar neles.

 

Histórias sem final feliz

Imagem relacionada

Continua a apertar-se o cerco a Pedro Passos Coelho. De novo a malfadada TSU: dê por onde der, PPC e TSU não jogam. Há uns anos virou todo o país contra si; agora foi todo o partido. Ou o que ainda faltava...

Não vai ter um final feliz, a história de Pedro Passos Coelho à frente do PSD.

É curioso como só à medida que se aproxima a data da tomada de posse se vai tomando consciência que Trump vai mesmo ser o presidente da América. Ainda há muita gente a beliscar-se para confirmar que está mesmo a acontecer. E está... 

Já se tinha congratulado com o Brexit, e recorrido à sua linguagem própria para dizer que a Inglaterra tinha sido esperta. Anuncia o fim da União Europeia, levanta o bloqueio à Rússia, e diz que a NATO não serve para nada. E é já o próprio director da CIA a vir publicamente recomendar-lhe tento na língua...

Não vai ter final feliz, esta história de terror.

Há muito que conto que Bruno de Carvalho e Jorge Jesus me fazem lembrar dois bêbados, rua abaixo, bem juntinhos, amparando-se um ao outro. Se um caísse, o trambolhão do outro era certo. E nenhum se safaria... Daí que tivessem de seguir juntos, mais S menos S, até que chegassem a algum destino. Mesmo que já de gatas.

As eleições fazem o destino e o presidente do Sporting convenceu-se que o melhor é seguir sozinho. O treinador já não lhe serve de apoio, e o melhor mesmo é dar-lhe um empurrão e deixá-lo ali estatelado. E enquanto uns curiosos ficam ali a olhar para a cara partida do outro, sempre são menos os que reparam como cambaleia sozinho rua abaixo. E a esses sempre irá dizer que aquilo não é falta de equilíbrio, mas uma nova coreografia eleitoral.

Mais uma história sem final feliz...

 

Uma história com final feliz

Imagem relacionada

 

A criança ontem desaparecida numa aldeia de Ourém, o Martim, de dois anos, já apareceu. Felizmente!

Perdeu-se, apenas. E ficou perdido durante cerca de 24 horas...

Para trás ficaram as diversas teorias de conspiração, desde logo, e á cabeça, as que apontavam ao pai. Sobrarão agora outras, onde a negligência será certamente rainha.

Tenho de confessar que o que mais me surpreendeu no meio de tudo o que em tão pouco tempo ouvi, foram os relatos dos vizinhos que, na maior das normalidades, davam conta de uma criança de dois anos que se passeava livremente pelas ruas do lugar, de casa em casa, convivendo com os vizinhos. Eu sei que houve tempos em que era assim. Era assim na minha infância. O que eu não sabia é que ainda havia lugares em Portugal onde ainda pudesse continuar a ser assim. 

Confesso que fiquei feliz por ficar a saber isso. E que, perdoem-me, fiquei tão aliviado pelo aparecimento do Martim de boa saúde quanto por saber que não houve rapto nenhum, mas apenas um acidente que acontece quando uma criança afoite decide afoitar-se ainda um pouco mais.

Ah... e já me esquecia... Esta história ensina-nos ainda outra coisa: negligência não é a mesma coisa em sítios diferentes! 

 

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics