Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quando as (boas) ideias não valem nada

Imagem relacionada

 

Numa campanha propositadamente despolitizada, despida de conteúdo politico, em que Marcelo inovou transformando-a num case study, apenas Henrique Neto trouxe verdadeiro conteúdo para a discussão política. Mesmo pregando no deserto, e sem um discurso mobilizador e entusiasmente, apresentou ideias e fez propostas.

O eleitorado não valorizou nada disso, nem lhe reconheceu grandes méritos. Como não sou dos que entendem que a culpa está nos eleitores, teve que haver alguma coisa de errado na estratégia de comunicação de Henrique Neto. É o que sucede sempre que as ideias não passam... Outras vezes o problema está nas próprias ideias, que parecendo boas acabam sempre por ter qualquer coisa que as enrola

Curiosamente, o que me parece que falhou em Henrique Neto foi mesmo a substância política. O maior erro esteve em enfileirar no regime despolitizado da campanha, acabando, ao fugir dos partidos, por fugir da política. Estar acima dos partidos é uma coisa, como bem mostrou Marcelo. Eliminar a política, esbater a ideologia, é outra. Incompatível com o debate de ideias, como também - e tão bem - Marcelo explicou! 

Sem equadramento político e doutrinário as ideias, mesmo as melhores, perdem-se. Não valem de nada e acabam no esquecimento colectivo com o rótulo de populismo. O que é uma pena, especialmente quando há tão poucas!

 

 

Uma questão de Belém

Por Eduardo Louro

Resultado de imagem para sampaio da nóvoa e henrique neto

 

Maria de Belém é quem é. Maria, que já é de Belém, é candidata a Belém porque o aparelho assim quer. Não entusiasma ninguém, mas enerva muita gente... E se calhar separa águas!

Os dois candidatos da sua área política reagiram. Henrique Neto com toda a legitimidade, e ragiu bem na entrevista ao i. Sampaio da Nóvoa sem qualquer legitimidade, e reagiu mal na entrevista ao Expresso.

Sampaio da Nóvo devia ter ficado calado, e falou. Henrique Neto não podia ter ficado calado, e falou. Henrique Neto ganhou. Sampaio da Nóvoa perdeu. O problema é que voltou a perder... O problema é que cada vez que fala perde sempre mais do que ganha!

 

Nem as moscas mudam!

Por Eduardo Louro

 

Henrique Neto, como já se sabia há dois dias, apresentou a sua candidatura à presidência da República. Ao PS exigia-se, no mínimo, respeito. Pela candidatura e pelo candidato! 

Mas não. A nata da tralha socratista chama-lhe entertainer e mesmo palhaço. E António Costa diz-se-lhe indiferente...

Ao mesmo tempo, o presidente do partido, Carlos César, promete pagar a toda a gente que ficou com papel comercial do BES. Diz que se o PS ganhar as eleições seremos todos nós a pagar...

Não há volta a dar. O PS não aprendeu nada. Mantem-se igualzinho. Nem as moscas mudam!

Confiança?

Pedrada no charco

Por Eduardo Louro

 

No meio da surpresa geral surge a notícia da candiatura de Henrique Neto à presidência da República, que deverá ser apresentada na próxima quarta-feira. Uma verdadeira pedrada no charco!

Na altura própria, enquanto à direita e à esquerda se marcam uns aos outros à espera da altura certa, embrulhados em taticismos e bluffs, surge algém de fora do alinhamento partidário que não pede licença a ninguém e diz ao que vem. E, vindo de quem vem, vai dizer o que há muito anda a dizer do actual sistema partidário e do próprio regime, fora do registo populista com que invariavelmente toma conta desse discurso. Seja com gente como Marinho Pinto ou com gente como Medina Carreira.

Não será - ninguém pode esperar que seja - uma candidatura vencedora. Mas é - nunca deixará de ser - uma candidatura com consequências importantes, que abalará esta pasmaceira política. E talvez a  última campainha de alarme a soar no interior do PS!

 

 

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics