Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

O estado da cor

Imagem relacionada

 

A conhecida deputada socialista, Isabel Moreira, filha de Adriano Moreira, curiosamente antigo ministro do Ultramar de Salazar - que não impediu um estatuto ímpar de respeito e admiração, e de ser hoje a mais lúcida das vozes que o país ouve - protaganizou ontem na Assembleia da República uma firme intervenção sobre o regime de poder em Angola, que honrou o país e dignificou o Parlamento, mesmo deixando a nu os interesses dominantes.

O pretexto foi homenagear a coragem e a heróica determinação de Luaty Beirão, presente nas galerias, e a intervenção foi verdadeiramente notável. No fim, o discurso foi apaludido de pé pelo grupo parlamentar do Bloco, por cerca de metade dos deputados do seu partido, e por duas deputadas do PSD (consta que outras duas, do CDS, aplaudiram mas não se levantaram). Todos os outros, a imensa maioria constituída por metade da bancada solcialista, por praticamente todos os deputados da direita, e pela totalidade da bancada comunista (verdes incluídos) ficaram do outro lado. Uns, porque o negócio não tem cor. Outros, porque a cor é o negócio. Mesmo que em mau estado...

 

"A vitória já aconteceu"

Por Eduardo Louro

 

 

"A vitória já aconteceu"!

Sem dúvida, Luaty. Nada será o mesmo daqui para a frente... A vitória aconteceu também na tua decisão: os heróis mortos servem de exemplo, pela memória; os heróis vivos são o exemplo. Os heróis vivos, mais que exemplo, são líderes naturais das causas. Que não se perdem. E tu és um herói, por mais anti-herói que sejas!

"A vitória já aconteceu"... Como escreve na carta onde anuncia o fim da greve de fome, dirigida aos companheiros de prisão: " Tive a oportunidade de me aperceber do que nos espera lá fora e queria partilhar convosco o que vi: Vi pessoas da nossa sociedade, que lutaram pelo nosso país e viveram o que estamos a viver, a saírem da sombra e a comprometerem-se em nossa defesa, para que a História não se repita. Vi pessoas de várias partes do mundo, organizações de cariz civil, personalidades, desconhecidos com experiências de luta na primeira pessoa que, sozinhos ou em grupo, se aglomeram no pedido da nossa libertação. Já o sentíamos antes, mas não com esta dimensão”.

Nada vai continuar como dantes!

 

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics