Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Ennio Morricone (1928-2020)

Morreu o compositor Ennio Morricone – O Jornal Económico

Morreu Ennio Morricone, vítima de uma queda, na idade em que já não se pode cair. Em Roma, na sua sua Roma natal.

Deixa mais de mais de quinhentas composições e bandas sonoras para o cinema onde, para além de inúmeros outros prémios de expressão universal, conquistou dois óscares.  “Por um punhado de dólares”, “Cinema Paraíso”, “O bom, o mau e o feio”, “Era uma vez na América”, “Frantic”, “Os homens do presidente”, a “Missão”... são apenas alguns dos filmes enriquecidos pela sua música.

Em boa hora se cruzou com a música portuguesa, compondo e dirigindo a orquestra para a extraordinária voz de Dulce Pontes, em 2009.

 

Luís Sepúlveda (1949-2020) - Rúben Fonseca (1925-2020)

Luis Sepúlveda - Portal da Literatura

 

Mais uma vítima da covid-19. O chileno Luís Sepúlveda, o mais multifacetado dos escritores, morreu hoje, depois de semanas de internamento, logo depois da sua última aparição pública. Em Portugal. Na Póvoa de Varzim!

Ontem desaparecera Rúben Fonseca, vítima de enfarte, outro grande mestre das palavras. Em língua portuguesa. A que homenageou o seu talento com o Prémio Camões, em 2003.

E também assim vamos ficando mais pobres... 

 

Escritor Rubem Fonseca morre aos 94 anos | Cultura europeia, dos ...

Pedro Barroso (1950-2020)

Resultado de imagem para pedro barroso

 

Morreu o último trovador, poucos meses depois do "seu irmão ibérico" Patxi Andion ("nasceram" ambos no mítico Zip Zip do Carlos Cruz, do Fialho Gouveia e do Raúl Sonado). Pedro Barroso, o artista das palavras e da música, da pintura e da escrita, partiu aos 69 anos. Deixou-nos as suas cantigas que tantas vezes nos enchem a alma.

Viva quem canta!

E viva quem cantou como Pedro Barroso!  

Vasco Pulido Valente (1941-2020)

Resultado de imagem para vasco pulido valente

 

Quando tanto se fala de radicais, acaba de desaparecer o mais radical dos portugueses. E muito provavelmente de todos os radicais o mais brilhante!

Vamos ter saudades da inteligência, da perspicácia, da argúcia e do "killer instinct" que, se a política fosse um local bem frequentado, teriam feito de VPV um dos mais extraordinários actores da política portuguesa dos últimos anos.

 

Geringonça (2015-2019)

Resultado de imagem para símbolos de óbito

 

É finalmente oficial: a geringonça morreu. Não há geringonça 2.0!

Os últimos meses da legislatura já lhe davam pouca vida e a campanha eleitoral ligou-a à máquinaque, que os resultados de domingo desligaram. O que se passou nesta semana não foi mais que a gestão do anúncio oficial de uma morte certa, a lembrar o que sucede no desaparecimento dos caudilhos das ditaduras, em que guardam os cadáveres em arcas frigoríficas durante um certo tempo para acautelar reacções e evitar sarilhos.

No caso da morte da geringonça não foi necessário que esse tempo se prolongasse muito, uma semana de cinco dias chegou. Foi o tempo suficiente para que umas coisas extraordinárias fizessem caminho.

Niki Lauda (1949-2019)

 

Imagem relacionada

 

Partiu um grande campeão, e uma das  maiores lendas da fórmula 1. Campeão mundial em 1975, veria o "bi" desfazer-se no meio das chamas que consumiam o seu corpo e o Ferrari que conduzia em Nurenberga, em Agosto de 1976. Renasceu das cinzas e foi ainda discutir o título desse ano, que só perderia na última corrida, no Grande Prémio do Japão, para voltar a ser campeão no ano seguinte, em 1977, ainda na Ferrari.

Depois afastou-se das corridas por alguns anos. Até ser desafiado pela Mclaren a regressar, para fechar o seu "tri" em 1984, em competição frenética com o seu colega de equipa Alain Prost, outro grande campeão, fadado para ter nos colegas de equipa os seus maiores adversários. Senna estava a chegar... 

Adeus campeão!

 

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics