Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Portugal não é a Grécia

Por Eduardo Louro

Imagem relacionada

 

Não é, não. Na Grécia, um primeiro-ministro demitiu-se, o governo caiu, marcaram-se novas eleições... Fez-se a campanha eleitoral, e fizeram-se as eleições. No domingo. Ontem foi empossado o primeiro-ministro e hoje já há governo. Tudo isto com Portugal em romaria, de norte a sul, do litoral ao interior.  Estávamos em campanha eleitoral quando Tsypras se demitiu, e continuamos em campanha eleitoral - pasme-se, ainda e apenas no terceiro dia de campanha oficial - quando o novo governo toma posse. À espera das eleições, daqui por duas semanas...

O comboio dos duros

Por Eduardo Louro

 

Portugal forma hoje com a Espanha e a Alemanha um autêntico comboio dos duros. O núcleo duro da União Europeia que defende a ortodoxia austeritária na Europa, e que sustenta a inflexibilidade e o radicalismo perante as posições da Grécia.

Quem diria? A Alemanha acompanhada precisamente por dois dos PIGS... Metade dos países do Sul aliados á Alemanha contra os países do Sul... 

Há aqui qualquer coisa que não bate certo!

A posição da Alemanha percebe-se: é mentor dessa política, e autor dos programas para a sua implementação, e tem por isso mais dificuldade em assumir o erro. Acresce que ganhou muito com o actual estado de coisas, e tem interesses de curto prazo no status quo!

As posições de Portugal e da Espanha só podem ser percebidas à luz dos interesses eleitorais dos partidos no poder. Não há, nem pode haver outros interesses. Têm ambos eleiçoes este ano e, em Portugal, Passos Coelho e Portas sabem que só podem aspirar a ganhá-las mantendo-se firmes na defesa de todo o mal que fizeram.  Para defender os seus interesses particulares não podem agora negar tudo o que fizeram durante estes quatro anos, e colocar-se ao lado do que são hoje os interesses do país e da Europa. Em Espanha a situação é ligeiramente diferente, se bem que resulte exactamente no mesmo. Em Espanha é a afinidade do Podemos - já á frente nas sondagens - com o Syriza que leva Rajoy a tudo fazer para empurrar a Grécia para fora do euro. Derrotando o governo grego, derrotando o Syriza, Rajoy acredita que derrota o Podemos e que mantém o poder!

Hoje, umas dezenas de personalidades, de todos  os quadrantes políticos, subscrevem uma carta aberta onde apelam a Passos Coelho que mude de posição. Cairá em saco roto, Passos não ouve nem vê para além do seu umbigo. A sua posição já mudou o que tinha a mudar: mudou da inicial história para crianças para o cinismo do recente queremos tudo o que for dado à Grécia. Não que pretenda seguir as posições do governo grego, mas apenas porque acredita que essa é a melhor forma de as inviabilizar, e de também ajudar a expulsar a Grécia da Europa.

Juntando-lhe as lamentáveis - para não dizer nojentas - declarações de ontem de Cavaco Silva. é caso para dizer que nunca tivemos tantas razões para ter vergonha de quem elegemos. Se este velho sonho da direita (uma maioria, um governo e um presidente) era para chegar a isto, bem podem limpar as mãos à parede!

Portugal não é a Grécia...

Por Eduardo Louro

 

Logo que foi conhecido, há uma semana atrás, o acordo do Eurogrupo sobre as condições do Mecanismo Europeu de Estabilidade Financeira que, mais uma vez, empurraram com a barriga a falência da Grécia, Vítor Gaspar apressou-se a dizer que Portugal iria beneficiar do princípio da igualdade de tratamento.

"Portugal e Irlanda, países de programa, serão, de acordo com o princípio de igualdade de tratamento adoptado na cimeira da área do euro, em Julho de 2011, beneficiados pelas condições abertas no quadro do Mecanismo Europeu de Estabilidade Financeira", afirmou Vítor Gaspar, no encerramento da discussão do Orçamento do Estado para 2013, na Assembleia da República.

O Sr Schauble, o tal que dizia baixinho a Vítor Gaspar que quando fosse necessário lá estaria para ajudar, acaba de recomendar a Portugal que não reclame essa igualdade de tratamento. Não é conveniente, diz ele!

Ainda não ouvimos o ministro das finanças sobre isto. Provavelmente nem iremos ouvir.  Mas Passos Coelho já falou: as palavras de Schauble são um elogio para Portugal, disse.

Ora aí está!

Por mim, nem sei o que mais me comoveu: se o elogio de Schauble se a excitação de Passos Coelho. Ai aquele brilhozinho nos olhos…

Portugal não é a Grécia. Definitivamente!

 

P.S.: Vítor Gaspar já falou. Para dizer nada! Que está tudo descontextualizado: estão descontextualizadas as declarações do ministro das finanças  alemão, mas também as do primeiro-ministro. Afinal não há novidade nenhuma: Vítor Gaspar no seu melhor. O pior!

 

PORTUGAL NÃO É A GRÉCIA

Por Eduardo Louro

 

 

A Grécia, como Portugal, comprou submarinos à Ferrostal. Na Grécia, como em Portugal, ninguém sabe ao certo para que servem. Na Grécia, como em Portugal, sabe-se que houve corrupção da grossa no negócio. Na Grécia, como em Portugal, foi aberto um processo judicial. Em Portugal esse processo foi aberto em 2006, há seis anos… Na Grécia, o ex-ministro da defesa que comprou os submarinos foi preso!

Em Portugal não se passa nada: há corrupção, às vezes há corruptores, mas nunca há corrompidos. E, como se prova, nunca nada se prova...

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics