Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Cátedra papista

Resultado de imagem para traje de professor catedrático

 

Não há volta a dar. Passos Coelho tem o condão de dividir o país... Desta vez é o destino que deu à sua carreira - depois de abandonar, primeiro, a liderança do partido e, logo a seguir, o Parlamento - que divide o país. Se não ao meio, perto disso...

O país começa logo por dividir-se quanto à natureza da coisa: se é um destino ou uma origem. Porque, na realidade, trata-se de iniciar agora uma carreira profissional. Na verdade nunca se lhe conheceu profissão, do seu passado profissional nada se conhece se não umas trapalhadas pouco edificantes na Tecnoforma. 

Estou em crer que é exactamente isto que dá importância ao assunto. Não tinha origens, não tinha sítio nenhum para regressar. Não tinha referências, que não umas breves alusões a uma suposta apetência para abrir portas

E por isso o país diviede-se entre os que acham que poderia manter-se Assembleia da República, prolongando o seu estado profissional e os que acham que, aproveitando-se da condição de ex-primeiro ministro, poderia ter dado o salto para qualquer instituição nacional ou internacional, pública ou privada. Uma parte do país acha que manter-se deputado seria resignar-se a um comodismo indigno do estatuto que atingiu. Outra que, aproveitar-se desse estatuto, não seria ajustado à dimensão da sua seriedade e à sua condição austera. E outra ainda que acha que quem só tem jeito para abrir portas só serve mesmo para porteiro.  

A melhor saída era mesmo tentar a carreira académica. Nisto, nem o país nem a doutrina se dividem. É o meio, onde está a virtude. A virtude e o passaporte para o segundo fôlego da sua carreira política, daqui a uns anos: nem a passividade do dolce fare niente, nem a ambição desmedida do lobismo, nem a falta de escrúpulos do exercício da magistratura de influências. 

A parte gaga da coisa não está sequer na (falta de) competência académica. Em última análise, quem serviu para governar o pais também servirá para dar umas aulas. Alguma coisa pode ter aprendido que possa agora ensinar... A parte gaga está no papismo mais papista que o papa da qualificação que lhe foi entregue. Professor catedrático, no escalão mais alto do vencimento, com as exigências e as dificuldades que as Universidades colocam a quem nelas faz profissão e carreira, não fica muito bem neste retrato... 

 

 

 

,

"Presente"!

Resultado de imagem para professor armas

 

Parece que os professores norte-americanos começaram a dizer "presente" à chamada de Trump. Um professor de Estudos Sociais - não é de Matemática, nem de Química - pegou na pistola numa sala de aulas de uma escola secundária do Estado da Geórgia e disparou. Provavelmente para confirmar que a dita funcionava, porque o seu presidente quer os professores armados mas com armas que funcionem. 

Só não se percebe é por que raio, no fim, foram prender o homem. Trump não apreciou, mas não se sabe se já avisou a polícia que isso não se faz...

Resgate moral

Por Eduardo Louro

 

 

Esse grande vulto da vida nacional, e escriba emérito que responde pelo nome de Duarte Marques, citou-o num dos seus escritos que o Expresso publica. Alguém capaz de merecer a admiração dessa eminência do PSD só podia ser gente de pensamento profundo, injustamente votada ao anonimato, donde teria de ser imediatamente resgatada.  O país não podia continuar a desconhecer o pensamento produzido e armazenado em tão brilhante mente!

Foi provavelmente isso que terá animado Francisco Louçã a partir à pesquisa dos seus feitos e a trazer Pedro Cosme Vieira, professor na Faculdade de Economia do Porto – seu colega, portanto – para o grande público. Não foi em vão, o tempo perdido por Louçã.

O país descobriu alguém que tem uma solução para a SIDA: o abate sanitário de todos os infectados. Sem qualquer problema na demografia: em apenas 15 anos, já sem ninguém infectado, seriam recuperados os 35 milhões de pessoas abatidas. E também solução para o drama dos que atravessam o Mediterrâneo para fugir da morte que lá têm por certa: atropelá-los em alto mar e “meter um tiro em cada um “ que consiga sair a nadar. Nos primeiros dias morrerão uns milhares, mas em pouco tempo deixará de haver do lado de lá “pretalhada” a querer entrar naqueles barcos.

É isto um professor universitário. É isto um modelo de referência da entourage Passista, de que Duarte Mendes é apenas um specimen.

Ah… Parece que, captada a fama, pôs agora a correr que tudo isto não passa de uma estratégia de comunicação. De uma forma de fazer ouvir o seu blogue na selva da blogosfera. Imagino a decepção do Duarte Marques…  

Haverá  ainda tempo para o resgate moral do país?

 

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics