Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Tragédia grega em quatro problemas


Foto de A Bola

Não se imaginaria que o Benfica pudesse ser afastado da Champions logo à primeira. Era uma eliminatória de um só jogo - e sabe-se que num jogo de futebol tudo pode acontecer -, no campo do adversário. Mas contra o PAOK, um adversário bem mais fraco, com um plantel avaliado em menos de um terço do do Benfica. E com quem tinha uma história de vitórias.

Mas aconteceu, e o Benfica falha a presença na Champions, com pesadíssimas consequências financeiras e desportivas, depois do all in que marcou a estratégia para esta época. Financeiramente o Benfica não perdeu apenas os 50 ou 60 milhões que a simples presença na fase de grupos da Champions garantiria, e com o que a tal estratégia contava para uma insaciável política de contratações. Perdeu também os outros tantos 60 milhões com que contava em vendas, particularmente de Vinícius, que saiu de Salonica simplesmente invendável. Nem em saldos|

Para realizar metade dessa verba apontada para Vinícius o Benfica precisa agora de vender três ou quatro jogadores nos saldos. Com esta eliminação o Benfica vê-se obrigado a abrir a época de saldos.

Como é que aconteceu? Como é que o Benfica não ganhou um jogo que tinha de ganhar? E que tinha a obrigação de ganhar...

O Benfica dominou por completo o jogo e o adversário durante toda a primeira parte, em que apresentou um futebol agradável, com boas jogadas e com três ou quatro boas oportunidades de golo, entre as quais uma bola na trave, de Pizzi. Teve dois problemas, este domínio.

O primeiro foi que Seferovic, o ponta de lança que Jesus lançou para o jogo, a mais discutível das suas opções na constituição do onze, foi o que já é há muito. Fraco. O segundo foi o de convencer os jogadores que aquilo estava ganho. Com aquela superioridade toda, não havia como não ganhar aquele jogo.

A estes dois juntar-se-ia o problema da segunda parte. Toda ela um problema!

Provavelmente a estratégia do Abel Ferreira, o treinador da equipa grega, passava por contar com a sorte de passar incólume a primeira parte, e contar depois com a acomodação dos jogadores do Benfica. Fazer da primeira parte o engodo. O isco que os jogadores encarnados haveriam de morder.

E morderam. Quando o PAOK passou para outro registo o Benfica ficou surpreendido, e não conseguiu reagir. E foi vê-los a invadir o seu meio campo ofensivo em saídas rápidas para o ataque. Logo à primeira, pouco depois do primeiro quarto de hora, chegou ao golo. Ainda por cima um auto-golo, de Vertonghen.

De imediato o Abel fez entrar Zivckovic, acabado de sair da Luz pela porta pequena. Percebeu-se a ideia e resultou em cheio: o ex-jogador do Benfica não perdeu uma única bola, ao contrário de Vinícius, que entraria pouco depois, que as perdeu todas. De uma delas, a segunda consecutiva em dois displicentes passes de calcanhar, saiu o contra-ataque que daria o segundo golo da equipa grega. Por Zivckovic, dez minutos depois de ter entrado. E tudo ficou decidido logo ali.

Antes do golo de Rafa, a 1 minuto do fim, o Benfica poderia ter marcado. Teve duas boas oportunidades para isso, mas o PAOK tem dois "Zivckovics". Tinha outro na baliza, que resolveu tudo o que teve para resolver. Também ele enganador. Parecia que não tinha grandes aptidões para a função, mas era mentira.

Zivckovic foi também nome de problema. O quarto deste jogo!

O problema maior é que, com tantos milhões gastos, e a gastar em massa salarial, está criado um problema em cima dos problemas que havia. E que não estão resolvidos!

 

11 comentários

Comentar post

Acompanhe-nos

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Mais sobre mim

foto do autor

Google Analytics