Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Tratados por parvos

Imagem relacionada

 

Nas suas homilias dominicais na SIC Marques Mendes, no rasto de Marcelo, fala de tudo. “Do leitão às tácticas do futebol” como, com graça, a Marisa Matias se referiu a Marcelo neste fim-de-semana.

Por isso Marques Mendes não podia, como todas as televisões tinham feito, passar ao lado da notícia da semana. A curiosidade era grande: não podia ignorar o tema, que não atingia apenas o seu amigo e sócio Miguel Macedo. Atingia-o também a ele!

Falou da pouca-vergonha da devolução da sobretaxa, mesmo que habilidosamente. Falou de Cavaco, que sem surpresa voltou a defender. Comparou o incomparável, com Jorge Sampaio. E anunciou para amanhã a decisão do presidente, a decisão inevitável, como se esforçou por explicar. Com muitos pedidos de esclarecimento e mais ainda de garantias.

Disse que Elisa Ferreira não aceitou ser ministra do novo governo e, antes de fechar em apoteose com o patético almoço de Sócrates, no alinhamento combinado, lá saiu o tema dos vistos gold e o nome de Miguel Macedo da boca do pivot.                         Verdadeiramente incomodado, mas deixando evidente que não podia deixar de ser assim, Marques Mendes entrou pelo assunto dentro como se de uma penitência se tratasse. Como se a acusação fosse já bem mais que isso, ao ponto de não ter mais por onde se esconder que na exaltação do Estado de Direito... Quando pensávamos que fosse por ali fora e chegar ao seu próprio nome, também envolvido, o pivot tratou do assunto. Parou-o logo ali, lançando-lhe a bóia – “ainda não foi julgado, até lá é inocente” – que Marques Mendes aproveitou para, sem mais – nem mais uma palavrinha – encerrar o assunto. E passar rapidamente para o tema Sócrates…

Marques Mendes – e a SIC – entenderam fazer aquele número. Mais valia que tivessem passado ao lado do assunto. Teria sido mais sério: assim estão apenas a tratar-nos por parvos!

 

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Manuel 23.11.2015

    ISSO É MENTIRA!

    Durão Barroso tinha fugido para Bruxelas, quando soube que Paulo Portas se estava a preparar para um golpe de estado palaciano (o que conseguiu fazer em 2013...), tendo entregue ao Presidente a opção de ir para eleições ou nomear uma pessoa da sua confiança para o seu lugar. Apresentou Santana Lopes (ao contrário do que disse, Santana Lopes até tinha passado o cargo de deputado a outra pessoa da lista) como opção para manter o governo de coligação em funções até ao final da legislatura. Paulo Portas aproveitou para tomar posse de mais uns lugares, à boleia do "aceito" e o primeiro ministro, faltou a 4 conselhos de ministros, porque foi a casamentos e reuniões do clube de futebol "que já tinha marcado anteriormente a ser nomeado primeiro ministro". O Presidente considerou isso como sendo a entrega do poder ao líder do partido mais pequeno e levou o país para eleições. (ao mesmo tempo, Paulo Portas retiravam 7 carrinhas Mercedes brancas sem qualquer matrícula e guardadas por condutores armados de G3, de caixotes de documentos do seu ministério da Defesa, deixando mais de 1000 toners gastos em menos de 12 horas de trabalho)
    Por isso, são situações MUITO diferentes... falta saber quantos camiões irão encerrar a Praça de Alvalade, logo após o presidente indigitar o Costa. Aposto que os 7 servidores que lá estão, já estão empacotados e prontos a desaparecer sem deixar rasto. São só 3 milhões de euros que desaparecem sem deixar rasto... nada de grave. E a papelada vai ser como se um tornado tivesse passado pelos gabinetes... basta ver que já surgiram mais 9300 milhões de dívida pública que ninguém ainda explicou onde andavam até ao final de Setembro. E que os grandiosos números de lucros gigantescos nas operações do governo, se esfumaram em menos de 30 dias.
  • Sem imagem de perfil

    eagle01 23.11.2015

    Agradeço a profunda e extensa explicação, mas onde é que se alteram as coisas? O parlamento tinha uma maioria absoluta de centro direita e o problema deveria ser resolvido com respeito pela decisão do Povo. Afinal Durão não foi embora com presidente do Governo, pois agora ficamos a saber que as eleições apenas servem para escolher maiorias e as maiorias escolhem os governos.
    Quanto ao tonner, não se preocupe, que eu também não, mas poderia aproveitar para explicar como é que o Governo Guterres pretendia comprar 3 submarinos em leasing, antes de se raspar porque Portugal (o que ele deixava após 6 anos) era um pântano...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Acompanhe-nos

    Pesquisar

     

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Google Analytics