Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Quinta Emenda

Tenho o direito de ficar calado. Mas não fico!

Uma missão para os benfiquistas

Símbolos: Emblema do Benfica, a imagem de marca - SL Benfica

Quando, no máximo a três meses das eleições (depende do que melhor convier a Vieira),  deveriam andar a discutir um nome para a presidência do clube, os benfiquistas andam a discutir o nome do novo treinador para a equipa principal de futebol. Em vez de discutir o essencial, preferem discutir o acessório, como se o clube estivesse num rumo indiscutível e com um futuro inquestionável. Como se tudo se resolvesse com uma mudança de treinador, deixando tudo na mesma.

O treinador da principal equipa de futebol é sempre uma peça importantíssima na estrutura de um clube como o Benfica. Mas, ao contrário do presidente, nunca é mais que uma peça.

Não sei quem deva ser o próximo treinador do Benfica. Sei apenas quem não deveria ser. Sei que não deveria ser Jorge Jesus, porque o Benfica tem que ter memória. Nem Unai Emery, porque a sua ideia jogo não encaixa no que eu gostaria que fosse o futebol do Benfica. Nem Vítor Pereira, porque nem tem currículo para isso nem o Benfica precisa de ir ao caixote do lixo de Pinto da Costa. Nem Marco Silva, que muito prometeu e pouco cumpriu. Nem, evidentemente, pelas mesmas questões de memória, Paulo Sousa. 

Sei também quem não deva ser o próximo presidente. Sei que não pode continuar a ser Luís Filipe Vieira, por tudo o que venho escrevendo pelo menos há três anos. Porque se fez dono do clube, que é nosso. Pelas negociatas de toda a espécie, pela falta de transparência, pela subjugação dos interesses do clube aos seus, e aos dos seus, pelos processos judiciais para onde o arrastou e pela forma com o tem armadilhado para se proteger a si próprio.

E sei que também não poderá ser nenhum dos candidatos por enquanto anunciados. Porque Bruno Costa Carvalho, independentemente de ter ou não condições para formalizar a candidatura, não é sequer para levar a sério. Porque o Ricardo Martins Pereira é um de nós, tão presidenciável  como qualquer um de nós, o que evidentemente não basta. E porque Rui Gomes da Silva não tem simplesmente estatura para ser presidente do Benfica. Nunca ficaríamos melhor com um presidente proveniente dos degradantes programas da bola das televisões. A sua aposta nesses programas para lá chegar, saltando de uma estação para outra para não perder a tribuna, bastaria para lhe ditar a falta de estatura. Ética, mas acima de tudo intelectual. 

A imagem que projecta na sua exposição pública - discurso vago, inconsequente e pouco claro, sem coerência e sem ideias - não o credencia para a presidência do Benfica. Acreditar que lhe bastam os ecrãs da televisão retira-lhe estatura intelectual.

Mas sei quem deveria ser. E sei o que deveria estar a acontecer para que fosse.

Todos sabemos que não vai ser fácil "apear" Luís Filipe Vieira. Lembramos-nos do que foi necessário fazer para impedir Vale e Azevedo que, ironicamente, LFV não se cansará de evocar para se manter agarrado ao poder. A tarefa agora é muitíssimo mais difícil: Vieira está lá há vinte anos, e dispõe de muitíssimos mais meios. E de infinitamente mais armadilhas.

É preciso encontrar um nome consensual no universo benfiquista. Que não esteja marcado pelos jogos de poder, a quem sejam reconhecidas qualidades pessoais, integridade e conhecimento e experiência. De futebol, do jogo, e de tudo o que anda à volta dele. E é preciso que uma onda benfiquista se crie para esta missão. Para, em primeiro lugar, lhe lançar o desafio e, depois, o suportar. A todos os níveis, e com todos os meios.

Não haverá muitos nomes para esta missão de resgate do Benfica. Eu estou a ver um: Humberto Coelho! 

Mãos à obra!

 

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 14.07.2020

    phoudasse!!!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Acompanhe-nos

    Pesquisar

     

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Google Analytics